Museu da Escravidão e da Liberdade | Diário do Porto

Museu da Escravidão e da Liberdade

O Museu da Escravidão e da Liberdade (MEL) tem a missão de resgatar e popularizar a história dos escravos que vieram para o Brasil e de seus descendentes


Compartilhe essa notícia:


O Museu da Escravidão e da Liberdade é uma homenagem à história dos africanos e dos afro-descendentes no Rio de Janeiro e no Brasil. Um projeto da Secretaria Municipal de Cultura, o M.E.L. (sigla em alusão ao derivado da cana-de-açúcar, o melado, muito presente na alimentação dos escravos nos engenhos) busca memorizar o passado do Rio como um dos maiores portos de escravos no mundo, além de detalhar os elementos da cultura afro-brasileira após a emancipação, como o samba e outras expressões.

O local escolhido para o museu, no Centro Cultural José Bonifácio, fica bem próximo ao Cais do Valongo, patrimônio cultural da humanidade pela UNESCO, o principal porto de entrada de escravos nas Américas durante três séculos. 


VEJA TAMBÉM:

Museu Nacional de Belas Artes

Palácio Itamaraty – Museu Histórico e Diplomático

Museu de Arte do Rio (MAR)


/