Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB)

O CCBB (Centro Cultural Banco do Brasil) é o centro cultural mais visitado da cidade e um dos mais importantes de todo o Brasil, campeão de exposições célebres e também de simpatia. Ocupa o histórico prédio de linhas neoclássicas no número 66 da Rua Primeiro de Março, bem em frente à Igreja da Candelária.

Inaugurado como sede da Associação Comercial do Rio de Janeiro, em 1906, o prédio belíssimo abrigou o pregão da Bolsa de Fundos Públicos e tornou-se emblemático no mundo financeiro nacional como sede do Banco do Brasil até 1960.

O imponente CCBB recebe debate gratuito sobre economia criativa (Aziz Filho)
Compartilhe essa notícia em sua rede social:
Detalhe da fachada lateral do CCBB (Aziz Filho)

O CCBB (Centro Cultural Banco do Brasil) é o centro cultural mais visitado da cidade e um dos mais importantes de todo o Brasil, campeão de exposições célebres e também de simpatia. Ocupa o histórico prédio de linhas neoclássicas no número 66 da Rua Primeiro de Março, bem em frente à Igreja da Candelária.

O projeto de adaptação do CCBB preservou o requinte de colunas, ornamentos e mármore que sobe do foyer pelas escadarias e refez a cúpula sobre a rotunda. Inaugurado em 1989, o CCBB foi a âncora do processo de revitalização do Centro do Rio de Janeiro.

Em 2016, a publicação inglesa The Art Newspaper classificou o CCBB do Rio como o 26º mais visitado do mundo, com 2.216.880 visitantes, à frente de grandes instituições de países com muito mais tradição de cultura erudita em todos os continentes.

A abóboda do CCBB, no saguão principal (Aziz Filho)

Contribuíram para a colocação as multidões que enfrentaram filas diante do prédio imponente para três mostras. “O Triunfo da cor. O pós-impressionismo: obras-primas do Musée d’Orsay e do Musée de l’Orangerie” ficou em primeiro lugar, com média diária de 9,7 mil visitantes, de julho a outubro. “ComCiência – Patricia Piccinini” foi vista por 8.340 pessoas diariamente, de abril a junho de 2016, e “Castelo Rá-Tim-Bum – a exposição” foi visitada por 8.288 pessoas/dia entre outubro de 2015 e janeiro de 2016.  Esses eventos do CCBB deixaram para trás, entre outras, mostras exibidas no The Royal Academy of Arts, de Londres, no Whitney Museum e no Guggenheim, ambos de Nova York.

O CCBB é amigável, muito frequentado por jovens, tem programação intensa e bate recordes seguidos de público, com exposições do primeiro time da arte mundial. Tem teatro, cinema, artes visuais, música, biblioteca e muito mais. Sempre.

A livraria-café no saguão é muito agradável e repleta de opções para você se lembrar da visita ou dar presentes inteligentes. Fecha somente às terças-feiras. A melhor forma de chegar é descer na estação Uruguaiana do metrô ou na estação Candelária do VLT.

Tem como vizinhos o Centro Cultural dos Correios, e a Casa França-Brasil.

Compartilhe essa notícia em sua rede social: