Ziraldo é tema de exposição no Museu Histórico Nacional | Diário do Porto


Exposição

Ziraldo é tema de exposição no Museu Histórico Nacional

Criador de personagens clássicos como o Menino Maluquinho, Ziraldo é tema de mostra que abre as celebrações dos 100 anos da instituição

22 de novembro de 2021

Um das obras de Ziraldo na exposição “Terra à vista e Pé na Lua” (divulgação)

Compartilhe essa notícia:


O cartunista Ziraldo é o grande homenageado de “Terra à Vista e Pé na Lua”, exposição que marca o início das celebrações do centenário do Museu Histórico Nacional, no Centro. Das navegações marítimas às conquistas espaciais, o trabalho do artista se une conceitualmente às coleções do MHN por meio de QR Codes espalhados ao longo da cenografia.

Na vasta galeria criativa de Ziraldo, alguns rostos e traços são muito conhecidos, outros nem tanto, mas estão todos lá: super-heróis, onomatopeias e o próprio artista em uma caricatura em tamanho real. Nas três salas ocupadas pela mostra, o visitante vai conhecer um pouco da história desse gênio mineiro que em 2022 completará 90 anos, desde a sua chegada ao Rio, o início da carreira, o trabalho na imprensa e o reconhecimento nacional.

No pátio Minerva, painéis reproduzem histórias e personagens icônicos de Ziraldo, como o Menino Maluquinho e Zeróis. No pátio dos Canhões, transformado em “Praça da Amizade”, os artefatos bélicos históricos “atiram” flores em vez de balas e são ‘habitados’ por personagens de Ziraldo em escala humana.

.A mostra traz também ao público alguns itens pessoais do multiartista, como a antiga máquina de escrever, a clássica cadeira de bar, além de edições originais de algumas obras que são marcos históricos de uma carreira iniciada ainda nos anos 1950

Durante os sábados em que a exposição estiver em cartaz (exceto nos dias 24 e 31 de dezembro), monitores realizarão atividades lúdico-educativas com o apoio de um caderno de atividades desenvolvido especialmente para a exposição. Nos dias úteis, a atividade é voltada apenas para escolas agendadas nos formatos presencial e virtual. O caderno também estará disponível on-line, assim como outros materiais relacionados.

Em 30 de novembro, acontece a atividade on-line “O alfabeto começa com Z”, voltada para pesquisadores e professores da Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro. Posteriormente, o encontro ficará disponível no canal do YouTube do MHN.

A curadoria e direção de arte são de Adriana Lins e Guto Lins, que contaram com o apoio e a participação do Instituto Ziraldo. A cenografia é assinada por Susana Lacevitz e Philppe Midani.

Serviço

“Terra à Vista e Pé na Lua”

Museu Histórico Nacional

Praça Marechal Âncora, s/nº, Centro.

Quinta a sábado

10h/16h.

Até 20 de fevereiro de 2022.

Grátis.

www.mhn.museus.gov.br


LEIA TAMBÉM:

Chef da Ilha do Governador concorre ao Oscar da gastronomia do País

Museu do Valongo espera ação do Governo Federal

Ambientalistas pedem que Inea seja investigado por crime ambiental