VLT Carioca completa 5 anos e divide opiniões dos usuários | Diário do Porto

Mobilidade

VLT Carioca completa 5 anos e divide opiniões dos usuários

Em cinco anos, o VLT Carioca fez o transporte de 73 milhões de pessoas. Usuários do transporte, que liga diversos pontos do Centro, opinam sobre o serviço

7 de junho de 2021


O sistema VLT possui três linhas que cortam o Centro do RJ (Foto: Prefeitura do Rio)


Compartilhe essa notícia:


O VLT Carioca marcou o processo de revitalização do Centro e da Região Portuária para as olimpíadas de 2016. Cinco anos depois, a pandemia cortou pela metade o volume de passageiros e o serviço divide opiniões entre os passageiros. O comércio ainda sofre as consequência de sua implementação, que reduziu o movimento de carros e de pedestres nas calçadas e nos pontos de ônibus.

O sistema é composto por três linhas, com uma frota de 32 trens, cada um com capacidade para 420 passageiros. Ao longo desse período, mais de 73 milhões de passageiros foram transportados e mais de 760 mil viagens realizadas em um total de 4 milhões de quilômetros percorridos.

VLT Carioca divide opiniões

Muitas comerciantes alegam que o VLT trouxe problemas para o Centro do Rio, afirmando que, após a instalação do sistema, boa parte do comércio na Avenida Marechal Floriano fechou. “A cidade voltou atrás. Perdemos boa parte dos comércios do Centro para um transporte que é lento, que não atende aos moradores. É bom para o turista conhecer a cidade sem pressa”, disse, Flávio Ribeiro, líder comunitário e morador do Morro da Providência.

 


LEIA TAMBÉM

A relevância do Porto do Rio e sua relação porto-cidade

Paes quer novos residenciais no Porto Maravilha

Dia do Ambiente, no Brasil nada a comemorar e sem Emenda Kigali


Essa convivência com o VLT Carioca também é controversa para o técnico em informática André Santos. Trabalhando na Gamboa há dois anos, ele conta que está preocupado com a falta segurança do veículo à noite. “Ando diariamente com VLT, e já vi pessoas não pagando a passagem e nenhum segurança, ainda mais fora do horário de pico. É um transporte sofisticado, mas fiscalização nunca é demais”, contou.

A publicitária Mariana Santos é usuária frequente do VLT, e não tem reclamações. “É uma forma agradável de se deslocar pelo Centro e a gente aproveita para ter um novo olhar sobre a cidade”, disse.

VLT Carioca
Cardeal Dom Orani Tempesta durante trajeto do VLT (Foto: VLT Carioca)

Reviver Centro dará novo sentido ao VLT

O projeto do Reviver Centro é uma proposta da prefeitura para revitalização do Centro e da Lapa, com incentivos à moradia. A expectativa da Prefeitura é estimular a ocupação residencial na área, que já tem muitos equipamentos culturais e concentra muitas empresas. Caso esse reordenamento urbano ocorra, o VLT terá um novo sentido na vida de muitos cariocas.

“O VLT mudou a cara do Centro do Rio ao longo desses 5 anos e será fundamental no futuro da região, que passa por uma reutilização do território, inclusive com moradias. Ter um transporte público de qualidade na porta de casa será um atrativo muito grande pra essa reorganização”, afirma o presidente do VLT, Marcio Hannas.

Recentemente, o prefeito Eduardo Paes anunciou a integração do VLT ao sistema BRT, com a construção de uma estação na região do Gasômetro.