Veste Rio: Sebrae RJ aposta em novos negócios focados na sustentabilidade da moda | Diário do Porto

Negócios

Veste Rio: Sebrae RJ aposta em novos negócios focados na sustentabilidade da moda

Expositores com itens reciclados ou reaproveitados marcaram presença no evento fashion do Porto Maravilha. O projeto Sebrae Moda Sustentável selecionou e levou oito novas marcas para o Pier Mauá.

13 de abril de 2018




Compartilhe essa notícia:


Espaço do Sebrae no Veste Rio. Fotos: Pablo Vallejos

Por Pablo Vallejos (CoCriato)

Sustentabilidade foi o tópico que ganhou as passarelas e corredores da 5ª edição do Veste Rio, evento que acontece de 11 a 15 de abril na Zona Portuária, no Rio de Janeiro. Expositores com itens reciclados ou reaproveitados marcaram presença em peso para mostrar que o mercado da moda está preocupado com sua participação e contribuição para o planeta. Entre essas iniciativas estava o Sebrae Moda Sustentável, que levou novos negócios para ganhar voz e projeção no evento.

Fabiana fez a seleção de oito marcas sustentáveis.

Fabiana Leite, coordenadora de Moda do Sebrae RJ, idealizou o projeto Sebrae Moda Sustentável, que mapeou novos empreendimentos com esse enfoque consciente. Para isso, seu núcleo do Sebrae abriu um edital e recebeu mais de 200 inscritos, dos quais 60 foram entrevistados. Dali, por fim, chegaram a um grupo de 40 empresas. Com eles durante 15 meses, o núcleo de Moda do Sebrae RJ realizou diversas dinâmicas de capacitação e educação para maturação desses negócios, como workshops de novos modelos, pesquisa de materiais, entre outros.

A coordenadora explica a participação desses empreendedores no Veste Rio: “Eles estão muito engajados nisso tudo. É uma galera jovem que está querendo fazer diferente, com marcas com propósito, sempre pensando em impacto no mundo em que a gente vive e partilhando informações e disseminando um mercado de moda cada vez mais colaborativo”.

A empreendedora Iasmine Bon, de 27 anos, é designer e diretora da Caíques, marca de sapatos femininos e infantis que reaproveita couro inutilizado em galpões e de pneus de avião. A Caíques foi uma das oito marcas selecionadas pelo Sebrae RJ para expor no evento. “O Sebrae é visionário e contou com uma curadoria incrível. A demanda da sustentabilidade vem do consumidor final, que está preocupado com o mundo e com a saúde da natureza”, diz. A empreendedora destaca, também, que a marca é um negócio familiar, feito com os pais, e que durante toda a produção também há uma gestão sustentável de resíduos para garantir que nada impacte negativamente a natureza.

Iasmine reaproveita couro nos calçados da sua grife.

Para a idealizadora do Sebrae Moda Sustentável, o assunto é um braço forte do Sebrae RJ e que está recebendo, felizmente, holofotes no Veste Rio. “Estamos notando uma preocupação muito grande do consumidor, de pesquisar a história, os componentes de cada peça. Ver a sustentabilidade ganhar um espaço para troca aqui no Veste Rio é muito positivo”, avalia a coordenadora do Sebrae RJ. “Além disso, o Porto é um espaço lindo para a moda e um cenário maravilhoso do Rio de Janeiro, com fundo do mar, do céu e do Museu do Amanhã”, completa.

O Veste Rio vai até domingo (15/04) no Pier Mauá, com outlet, palestras, oficinas, negócios e gastronomia. Confira a programação.