Vacina garante retomada do turismo nos EUA | Diário do Porto


Turismo

Vacina garante retomada do turismo nos EUA

O turismo no EUA teve crescimento de 80% após inicio da vacinação. No Brasil, ministro prevê avanços na imunização e criação de um ‘passaporte sanitário’

27 de março de 2021

O estado da Flórida registrou ocupação de 95% dos hotéis (Foto: Reprodução/Internet)

Compartilhe essa notícia:


Para quem ainda questiona a importância da vacinação para salvar vidas e empregos, a recuperação do movimento nos hotéis no país mais rico e empreendedor do planeta joga todas as dúvidas por terra. Com mais de 100 milhões de americanos vacinados, a ocupação hoteleira nos Estados Unidos aumentou 81% este mês.

De acordo com a STR, uma das maiores fontes de dados da hotelaria mundial, a ocupação foi a mais alta dos Estados Unidos desde março de 2020, início da pandemia. Todos os estados viram a demanda crescer, com os maiores ganhos na Flórida, onde o aumento da ocupação atingiu 95%. Texas, Califórnia, Tennessee,Colorado e Nevada apresentaram aumento acima de 70%. Esses seis estados responderam por metade dos ganhos de demanda dos EUA.

O sinal verde do mercado parece ter animado o presidente Joe Biden, que planeja imunizar toda população americana até 1º de maio. A expectativa é que o país comemore o feriado de 4 de Julho, dia da Independência dos Estados Unidos, com um pouco menos de distanciamento social, já que a festa tradicionalmente reúne muitos familiares.

 


LEIA TAMBÉM

Penedo será Polo Cultural, Histórico, Turístico e Gastronômico

Secretário de Turismo preserva trens do Corcovado: história protegida

Nissan paralisa produção em Resende


Turismo brasileiro perdeu R$ 55 bilhões em 2020

No Brasil, onde a vacinação está em torno de 8% da população (primeira dose), o avanço da doença esfriou a recuperação do setor. As atividades tendem a seguir minadas, já que o ritmo de vacinação segue lento, com UTI´s lotadas e média de diárias de mortes em alta.

O turismo brasileiro perdeu R$ 55,6 bilhões em faturamento em 2020, de acordo a pesquisa da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomercio-SP). O resultado de R$ 113,2 bilhões foi a pior receita desde que a entidade começou a fazer o estudo, em 2011, e representou um tombo de 33% em comparação com o que o setor faturou em 2019.

 

Turismo
Principal forma de melhorar economia é avançar na vacinação (Foto: Tomaz Silva/ Agência Brasil)

Passaporte sanitário

Atualmente, segundo o Ministério da Saúde, cerca de 50 países estão completamente fechados para o ingresso de turistas de qualquer origem, e aproximadamente 100 países têm restrições a cidadãos de lugares onde a pandemia está fora de controle, como no Brasil.

Em reunião com a Embratur na quinta-feira (25), o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, adiantou que já discute a criação de um ‘passaporte sanitário’, voltado à identificação de viajantes vacinados. A medida, capaz de impulsionar a retomada do turismo, será alinhada as diretrizes da Organização Mundial do Turismo. “Estamos na luta para criar um passaporte, como alguns países já estão fazendo”, comentou o ministro.