Urca Energia terá usina pioneira de CO2 verde em Seropédica | Diário do Porto


Energia

Urca Energia terá usina pioneira de CO2 verde em Seropédica

Usina de geração de CO2 será a primeira do País a produzir gás verde por biometano. Urca Energia investirá R$ 45 milhões na implantação da unidade

9 de fevereiro de 2022

Secretário Vinícius Farah e diretores da Urca Energia em lançamento da primeira usina de geração de CO2 verde do País (divulgação/Governo do Rio de Janeiro)

Compartilhe essa notícia:


O Grupo Urca Energia anunciou a construção de uma usina de produção de gás carbônico (CO2) verde em Seropédica, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro. O investimento para construção e aquisição dos equipamentos da unidade é de R$ 45 milhões e faz parte do R$ 1,2 bilhão gasto na Gás Verde, empresa recém-adquirida pela Urca Energia e que possui plantas de geração de energia elétrica a partir de biogás em Nova Iguaçu e São Gonçalo.

O CO2 verde é usado na indústria de alimentos e bebidas, nos processos de gaseificação de líquidos e congelamento de alimentos; na metalurgia, no tratamento térmico de soldas, e no setor de saneamento para o tratamento de efluentes.

“Os investimentos da Urca Energia e a inauguração da usina de biogás ampliam a capacidade de geração de energia limpa no estado. E somam-se a um número significativo de projetos de energia solar, eólica e de hidrogênio verde que tornarão o Rio uma referência nacional em fontes renováveis – explica o secretário de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais, Vinicius Farah.

Usina do Grupo Urca produzirá 100 toneladas de CO2 verde por dia

A planta de Seropédica será a primeira no Brasil a produzir CO2 verde pelo aproveitamento de biometano gerado a partir dos resíduos orgânicos de aterro sanitário. A expectativa é de que a usina entre em operação no segundo semestre de 2023. A unidade vai gerar em torno de 100 toneladas de gás carbônico verde por dia, o que representa aproximadamente 10% do consumo diário do Brasil.

Para o diretor-executivo do grupo Urca Energia, Marcel Jorand, investir no aproveitamento do gás carbônico está em linha com o propósito de negócio da empresa.

“Estamos buscando realizar investimentos que façam sentido, não só sob o ponto de vista do negócio, mas que tenham efeito positivo no meio ambiente, e é isso o que ocorre ao tratarmos o gás carbônico para que seja aproveitado por diversas indústrias. Trabalhamos para oferecer alternativas ambientalmente melhores – afirmou, durante evento de lançamento da planta em Seropédica.


LEIA TAMBÉM:

Por atuação na pandemia, Alerj premia Nísia Trindade, presidente da Fiocruz

Baía Viva quer ação conjunta para conter poluição da Vale em Mangaratiba

Galeão terá aumento de voos da KLM e da Air France

 


/