UFRJ se mantém como a melhor universidade federal do Brasil | Diário do Porto


Educação

UFRJ se mantém como a melhor universidade federal do Brasil

Em ranking realizado por instituição britânica, a UFRJ subiu 36 posições, ultrapassando universidades dos Estados Unidos, Reino Unido e Suíça

12 de junho de 2022

A UFRJ está em 333º lugar, entre as 500 melhores universidades do mundo (Foto: UFRJ/Divulgação)

Compartilhe essa notícia:


A UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), subiu 36 posições no ranking realizado pela QS Top Universities. De acordo com a consultoria britânica, a Universidade saltou do 369º lugar para o 333º, permanecendo no posto de melhor Federal do Brasil e ficando à frente de instituições também renomadas como a Universidade de Londres (Reino Unido), a Universidade de Lisboa (Portugal), a Universidade de Xangai (China) e a Universidade de Connecticut (Estados Unidos).

Esta edição do ranking considerou alguns indicadores como reputação acadêmica, citações científicas, corpo docente internacional, rede internacional de pesquisa, além de empregabilidade. Em reputação acadêmica, que representa 40% da pontuação no ranking, a UFRJ saltou 18 posições e ficou em 123º lugar no cenário global.


LEIA TAMBÉM:

Firjan aponta crescimento industrial de 5,9% no Rio

FranchiseB2B chega ao Rio com negócios a partir de R$ 3 mil

Sesc RJ na Estrada apresenta ilhas paradisíacas em Itaguaí


UFRJ no topo

A reitora da UFRJ, Denise Pires de Carvalho, comemorou o resultado na sessão ordinária do Conselho Universitário (Consuni). Ela atribuiu parte da melhoria da performance da instituição ao trabalho que tem sido desenvolvido pelo recém-criado Escritório de Gestão de Indicadores de Desempenho (GID), vinculado à Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa. O GID tem o objetivo de viabilizar acesso automatizado às fontes de dados e gerar recomendações para a melhora no desempenho dos rankings.

No cenário brasileiro, além da UFRJ, outras quatro instituições ficaram entre as 500 melhores do mundo: Universidade de São Paulo (USP), Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp), respectivamente.

 


/