UFRJ e Agência Lupa se unem no combate às fake news | Diário do Porto


Cidadania

UFRJ e Agência Lupa se unem no combate às fake news

Em ano eleitoral, iniciativa da UFRJ com a Lupa quer combater as fake news promovendo cursos e eventos abertos e gratuitos ao público

12 de julho de 2022

A UFRJ quer ampliar seus serviços à sociedade e garantir a difusão de informações verdadeiras (UFRJ/ Divulgação)

Compartilhe essa notícia:


A Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e a Agência Lupa firmaram parceria em projeto de combate à desinformação. O acordo, que não terá nenhum custo para as partes, pretende ampliar e fortalecer as ações contra as fake news, promovendo cursos, palestras e projetos de ação midiáticas gratuitos ao público. Os principais temas abordados serão vacinas, eleições e meio ambiente.

Com o intercâmbio, a UFRJ enviará estudos e iniciativas sobre desinformação à agência, para que estes sejam incluídos no repositório Achado, uma plataforma com lançamento previsto ainda para este ano. Para Ivana Bentes, pró-reitora de Extensão, o acordo mostra que a universidade está ocupando seu espaço para difusão de informações verídicas. “Iniciativas como essa ajudam a construir redes colaborativas para enfrentar um problema tão central hoje que é a desinformação”, afirma.

A Agência Lupa só no ano passado fez mais de 500 checagens, a maioria ligadas à pandemia e às vacinas de Covid-19. Segundo Raphael Kapa, coordenador de educação da Lupa, a parceria com a UFRJ é estratégica. “Queremos integrar nossa expertise na atuação de checagem e educação midiática com a relevância dos projetos de extensão que a UFRJ tem em diferentes áreas do conhecimento. Afinal, a desinformação é um fenômeno que atravessa todas elas”, explica.


LEIA TAMBÉM:

Prefeitura de Maricá adere ao aplicativo Táxi Rio

Porto Maravilha já soma 4.964 novos apartamentos

Sesc RJ na Estrada mostra as aventuras em Casimiro de Abreu


UFRJ quer ampliar serviços à sociedade

A parceria é realizada pela Pró-Reitoria de Extensão (PR-5) da UFRJ, que quer ampliar os serviços da Universidade à sociedade. Com mais de 3 mil projetos de diferentes áreas, as ações de extensão atingem um público de mais de 2 milhões de pessoas por ano, no Rio e em todo o Brasil, com pesquisas, eventos, cursos, oficinas e capacitações.


/