Turismo

Turismo no Bondinho e Cristo supera expectativas

Depois da reabertura, turismo no Bondinho do Pão de Açúcar e no Cristo Redentor apresenta movimento melhor do que o esperado

17 de setembro de 2020
No retorno dos pontos turísticos, maior parte do movimento foi de moradores do Rio (Foto: Deposit Photos)

Compartilhe essa notícia:


Um dos setores que mais sofreu com a pandemia foi o turismo. Além da gigantesca redução do tráfego aéreo, as atrações turísticas precisaram ficar fechados por aproximadamente cinco meses, o que não foi nada fácil. Há um mês, porém, os principais pontos turísticos reabriram no Rio, seguindo diversos protocolos de segurança, mas as incertezas ainda eram grandes. Será que o público se sentiria confiante para o retorno? E qual seria esse público, já que o setor aéreo ainda sofre com grandes restrições?

A volta, porém, superou as expectativas em algumas atrações.  O Bondinho do Pão de Açúcar, por exemplo, obteve um fluxo maior do que o previsto. “No Bondinho, a gente estava esperando aproximadamente 25% do fluxo e estamos tendo 40%. A população está observando o esforço que todo o setor de turismo está fazendo para essa retomada. Acho que é um bom início”, diz Sandro Fernandes, CEO do Bondinho Pão de Açúcar, durante uma live da ABAV-RJ (Associação Brasileira de Agências de Viagens), no YouTube.


LEIA TAMBÉM

R$ 20 mil a R$ 1 mi: feira de franquias virtual reúne 80 redes para investir

RIOgaleão inaugura painéis de arte com essência carioca e brasileira

China é o principal comprador do petróleo exportado pelo Rio


A situação do turismo no Cristo Redentor não foi muito diferente. Nos feriados, a atração chegou a 50% do movimento que tinha antes da pandemia. “Nos feriados, nós tivemos um ótimo movimento dentro desse protocolo de restrição. Nessas datas, atingimos perto de 50% do movimento, o que para a gente foi muito interessante. Nos dias normais, estamos atingindo de 25% a 30%“, explica Sávio Neves, presidente do Trem do Corcovado.

Apesar disso, Fernandes ressalta que o movimento ainda encontra-se muito abaixo da normalidade. “No Bondinho, nosso ponto de equilíbrio passa de 1 milhão de passageiros. Esse ano vamos fechar de 560 mil a 600 mil passageiros. Então, estamos muito aquém do nosso ponto de equilíbrio”.

Turismo faz campanha “Redescubra o Rio”

Um dos motivos que levou ao resultado melhor do que o esperado foi a campanha “Redescubra o Rio”, que oferece descontos de 30% a 50% na compra de ingressos dos principais pontos turísticos da cidade. Ela vale para moradores de todos os municípios do Estado, basta apresentar comprovante de residência e documento oficial com foto. Com a malha aérea prejudicada, a maior parte do público foi justamente quem mora na Cidade Maravilhosa, segundo Sandro Fernandes.

Sávio Neves explica que a redução do valor dos ingressos é uma forma de investimento. “Com a campanha, o ticket médio caiu significativamente, mas a gente quer fomentar o turismo do Brasil, queremos realmente apoiar, queremos que essa máquina comece outra vez a engrenar. Uma vez ela engrenada, ela não para mais”, disse o presidente do Trem do Corcovado.

Protocolos de higiene no turismo

Garantir a saúde do visitante e funcionários não é fácil. Nem barato. No entanto, o CEO do Bondinho Pão de Açúcar reforça a importância do protocolo e segue confiante para a recuperação do setor. “Nós higienizamos o Bondinho a cada viagem. À noite, higienizamos todo o parque, isso tem um custo fenomenal. Fora a disponibilização de álcool gel e toda a parte de comunicação”, relata Sandro Fernandes.