Turismo doméstico é prioridade para Governo do Rio | Diário do Porto

Turismo

Turismo doméstico é prioridade para Governo do Rio

Fortalecer o turismo doméstico no Rio é objetivo de plano do Estado, que prevê circuito de ciclismo, maior segurança e calendário de eventos

10 de fevereiro de 2021
Plano prevê incentivo ao cicloturismo, valorizando as rotas atuais e mapeando novos caminhos (foto: Clube de Cicloturismo / Rodrigo Telles)

Compartilhe essa notícia:


O plano estratégico da Secretaria de Turismo do Estado do Rio de Janeiro, entregue recentemente pelo secretário Gustavo Tutuca ao governador em exercício, Cláudio Castro, prevê ações que priorizam o turismo doméstico, com o aumento de visitantes nacionais, no cenário de restrições internacionais com a pandemia da Covid-19.

O objetivo do plano é enfatizar junto aos brasileiros as vantagens de visitar o Estado do Rio, com sua grande diversidade de atrações naturais e culturais. O foco das ações está em três das unidades com maior renda do país: São Paulo, Minas Gerais e Distrito Federal.

O turismo foi um dos setores mais afetados pela pandemia e, por representar cerca de 5% do PIB fluminense, é visto como uma alavanca para a retomada do crescimento da economia do Rio. Com este objetivo, o governo estadual e a prefeitura da capital divulgaram estratégias semelhantes para reaquecer o segmento.

Além do investimento na atração de paulistas, mineiros e brasilienses, o plano estratégico estadual prevê inovações como o Passaporte do Cicloturismo, com mapeamento das rotas ciclísticas, e a reativação do Conselho Estadual de Segurança Turística.

“As ações foram pensadas de acordo com o cenário de retomada do setor, com o objetivo de trabalharmos nos próximos 2 anos para transformar o Rio de Janeiro novamente em referência quando o assunto for turismo”, explicou o secretário Tutuca.

 

Gustavo Tutuca - Turismo doméstico
Secretário Gustavo Tutuca apresentou planos para o Governador em exercício, Cláudio Castro (foto: divulgação)

 

O plano apresentado pela Setur-RJ também propõe o investimento no projeto Turismo RJ + 10 anos, que promete elevar o Rio em termos de competitividade no cenário mundial, nos próximos 10 anos.

Turismo doméstico com rotas de cicloturismo

O cicloturismo é uma prática bastante tradicional em outros lugares, sobretudo em países europeus. Além de ser saudável por estimular a prática de atividade física, é uma forma de lazer econômica, que respeita o meio ambiente e permite ao praticante estar conectado à natureza e cultura do local por onde passa.

O Rio de Janeiro já tem algumas rotas para serem exploradas sobre duas rodas. Uma delas é a “Caminho do Imperador“, que conecta os municípios de Paty do Alferes, na região do Vale do Café, a Petrópolis. São 45 quilômetros de extensão, percorrendo o caminho que Dom Pedro I e D. Pedro II atravessavam a cavalo.

A Estrada Real tem vários trechos possíveis aos ciclistas, como o Caminho Velho, que liga o litoral do Rio às regiões de extração de ouro em Minas Gerais. Outro rota possível é pelo Caminho Novo que começa na Região Serrana de Petrópolis e vai até Barbacena e Juiz de Fora.

Cicloturismo Estrada Real
Estrada Real percorre o Rio de Janeiro até Minas Gerais (foto: Instituto Estrada Real)

Prefeitura investe no calendário de eventos

A Prefeitura de Rio pretende fortalecer a marca visit.rio com a perspectiva de um calendário de eventos para o segundo semestre, com o Rock in Rio, eventos corporativos e os 90 anos do Cristo Redentor.

O secretário de Turismo do Município, Cristiano Beraldo, destacou o compromisso com ações que proporcionem perspectivas de mais longo prazo para as empresas. Um dos desafios, segundo ele, é reconectar o carioca com a cidade. “Temos consciência de que precisamos ajudar o carioca a recuperar a autoestima. E estamos atentos a priorizar o reordenamento urbano, atuando na limpeza, população de rua, estacionamento, entre outras ações”, esclareceu.

O secretário Tutuca reforçou a importância da integração entre o Estado e os municípios, além de maior participação dos prestadores de serviços das regiões nas plataformas Rio, o seu melhor presente” e “Turismo Consciente”. Além da unificação do calendário estadual de eventos e da criação de um portal de desburocratização para realização de eventos, em que todas as licenças necessárias são expedidas em um único lugar.


LEIA TAMBÉM

Governo quer RIOgaleão como o principal aeroporto do país

Firjan diz que Reforma Tributária elevará a renda no país

TurisRio quer atrair mais paulistas e mineiros para o Estado