VLT para pela terceira vez em menos de um mês por causa de tiroteio na Providência

Três estações foram fechadas na manhã desta segunda (23). Segundo o VLT Carioca, em média há uma paralisação por mês por razões de segurança, ou seja, a frequência já triplicou em menos de 30 dias. O VLT foi interrompido dia 4 de julho e dia 25 de junho após tiroteios na Providência

Porto Maravilha em crise: o futuro nas mãos da Caixa

Falta de verba em fundo imobiliário da Caixa deixa o Porto Maravilha em crise e ameaça o maior projeto de parceria público-privada do país. Banco alega não ter recursos para repassar os R$ 420 milhões necessários para que a concessionária Porto Novo realize obras e manutenção da região.