SuperaRJ já aprovou 1.233 créditos, sem juros, a empreendedores | Diário do Porto


Empreendedorismo

SuperaRJ já aprovou 1.233 créditos, sem juros, a empreendedores

Programa SuperaRJ fornece financiamentos para ajudar empreendedores a superar a crise da pandemia. Governo do Rio destinou R$ 300 milhões para os créditos

5 de julho de 2021

Programa SuperaRJ financiou Helder Cristiano de Carvalho, microempresário da Vila Cruzeiro, na Zona Norte do Rio (foto: Governo do Estado / Phillipe Lima)

Compartilhe essa notícia:


Até a última sexta-feira, foram aprovados 1.233 pedidos de crédito no Programa SuperaRJ. Devido à grande procura, a Agência de Fomento do Estado do Rio de Janeiro (AgeRio) reabriu as inscrições para novas solicitações de financiamento.

O Programa SuperaRJ, do Governo do Estado, fornece financiamento a juro zero. É uma oportunidade para que os microempreendedores individuais (MEIs), autônomos e profissionais informais consigam até R$ 5 mil em recursos, e micro e pequenas empresas, até R$ 50 mil.

Na primeira etapa foram analisados 34.111 pedidos, para o programa que conta com um fundo de R$ 300 milhões. Os interessados devem acessar o site www.agerio.com.br.

O dono da Spaghetteria Massas.com, Helder Cristiano de Carvalho , foi um dos que teve o pedido de crédito aprovado. Ele se divide entre a matriz de seu negócio, na Vila Cruzeiro, na Penha, e a filial, no Jacaré, ambos bairros da Zona Norte do Rio. As duas são fruto do investimento e trabalho do microempresário, de 34 anos. Com o financiamento de cerca de R$ 4 mil, Helder recuperou alguns equipamentos e conseguiu abrir a loja no Jacaré. Ambas trabalham no formato delivery e contam com a ajuda dos aplicativos de entrega rápida de refeições em domicílio.

Helder elogia a iniciativa do Governo do Estado. “Muitos empreendedores, como eu, fecharam as portas porque não conseguiram sobreviver à pandemia. Um dos nossos entregadores, inclusive, tinha uma loja e não conseguiu mantê-la. O Governo teve uma iniciativa legal porque ajudou e conheci pessoas que até cresceram nesse período. É um apoio muito necessário”, afirmou.

No momento, 30.901 pedidos estão em análise e 1.977 não foram aceitos. Os principais motivos de negativa são CNPJ baixado/inapto, clientes estabelecidos fora do Estado do Rio – o que não é permitido pelo programa –, solicitações duplicadas e faturamento fora dos limites estabelecidos.

A linha de crédito do Programa SuperaRJ possui normas que devem ser cumpridas pelas pessoas e empresas que solicitam os auxílios. São obrigatórios o encaminhamento da documentação para análise, o enquadramento nas regras estabelecidas pelo programa e a entrega do contrato assinado à AgeRio, para que seja providenciada a liberação financeira dos recursos.

Quem pode solicitar financiamento?

– Costureiras, cabeleireiros, manicures, esteticistas, maquiadores, artistas plásticos, sapateiros, cozinheiros, massagistas, empreendedores sociais, empreendedores que atuam em comunidades e negócios de impacto social.

– Micro e pequenas empresas;

– Cooperativas e associações de pequenos produtores;

– Microempreendedor individual;

– Agricultores familiares;

– Profissionais autônomos, inclusive agentes e produtores culturais;

– Empreendimentos da economia popular solidária;


LEIA TAMBÉM:

Belgas farão fábrica de locomotivas, em Macaé, a partir de janeiro

Cury vende todos apartamentos da 1ª torre no Porto

Depois do Reviver Centro, vem aí o Porto Maravalley