Soluções para preservar a Baía de Guanabara em pauta | Diário do Porto


Sustentabilidade

Soluções para preservar a Baía de Guanabara em pauta

Projeto ‘Baía de Todos Nós’ leva especialistas ao Museu do Amanhã para discutir situação atual e traça previsões para o futuro da Baía de Guanabara, a prosseguir a preocupante ocupação urbana em seu entorno

18 de setembro de 2018



Compartilhe essa notícia:


O Museu do Amanhã, gerido pelo Instituto de Desenvolvimento e Gestão (IDG), convida os especialistas David Zee, Fabio Scarano e Rodrigo Medeiros para falar sobre os processos históricos e prognósticos futuros para a Baía de Guanabara. O evento será realizado nesta quarta-feira (19), às 15h, no Observatório do Amanhã, dando sequência à série de debates do projeto ‘Baía de Todos Nós’.

Em formato de talk-show, o debate é inspirado em livro homônimo, lançado no fim de 2017. A publicação traça o cenário histórico de ocupação urbana do entorno da Baía de Guanabara, mapeia a situação atual e traça previsões para o futuro.

Desde 2016, o Museu do Amanhã vem debatendo os destinos da Baía de Guanabara, umas das principais baías do país, em cuja bacia hidrográfica vivem 8,6 milhões de pessoas. A deficiência no saneamento básico – apenas 30% dos esgotos domésticos são tratados hoje – é um dos principais flagelos ambientais desse importante ecossistema local, que abriga enorme biodiversidade marinha, como tubarões e raias.

 


/