Shell Brasil vai sair da Barra para ficar pertinho da Petrobras | Diário do Porto


Imóveis

Shell Brasil vai sair da Barra para ficar pertinho da Petrobras

Proximidade de metrô e Lapa torna o novo ponto da multinacional atraente para os funcionários. O Ventura Corporate Towers já abriga parte dos funcionários

14 de novembro de 2018

Ventura Corporate Towers (Reprodução)

Compartilhe essa notícia:


Ventura Corporate Towers
Ventura Corporate Towers (Reprodução)

A Shell Brasil é a mais nova empresa de grande porte a decidir trocar a Barra da Tijuca pela área central do Rio de Janeiro. A empresa bem que visitou alguns edifícios de lajes corporativas do Porto Maravilha. Ao final, porém, optou por concentrar todos os seus funcionários no Ventura Corporate Towers. Fica diante da Catedral Metropolitana e quase em frente ao monumental edifício-sede da Petrobras, sua maior concorrente.

Três andares do Ventura já são ocupados pela Shell. A assessoria da presidência da multinacional no Brasil confirmou a informação obtida pelo DIÁRIO DO PORTO, mas se recusou a dar mais detalhes. Nem mesmo o número de andares foi revelado. O assunto ainda é um tabu na empresa, que tem feito aos poucos a transferência dos empregados.

VEJA MAIS:

Café com Negócios: empresas ampliam horizontes

Grandes empresas são premiadas por ações ambientais

Sebrae/RJ estuda mudança para lajes corporativas do Porto Maravilha

A maior parte dos mil funcionários da empresa no Rio ainda está no Bloco 6 do Centro Empresarial Barrashopping. No novo endereço, as altas torres do Ventura, os funcionários não ficarão mais colados a um shopping center, mas terão outras facilidades.

Ventura fica entre a Lapa e o BNDES

Ventura Corporate Towers
Ventura Corporate Towers (foto Aziz Filho)

As torres ficam a apenas 300 metros da estação do metrô Carioca e a 20 metros da Lapa, bairro com a vida noturna mais intensa e diversificada do Rio de Janeiro. A diretoria financeira da Shell também tem o que comemorar. A nova sede fica a 240 metros do BNDES, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, um dos maiores bancos de fomento do mundo.

O Ventura foi inaugurado em agosto de 2010, após quatro anos de obras e investimentos de meio bilhão de reais. É o maior complexo de escritórios de alto padrão do Rio de Janeiro, uma realização da incorporadora norte-americana Tishman Speyer e da Camargo Corrêa.

O primeiro edifício do complexo foi vendido para um fundo internacional em 2008 por R$ 422 milhões, totalmente alugado. As duas torres, com 36 andares cada uma, totalizam 170 mil metros quadrados de espaços corporativos. Com selos de eficiência energética, é o primeiro empreendimento verde da cidade, com certificação Green Building, na categoria Gold, concedido pelo U.S. Green Building Council (USGBC), dos Estados Unidos.


/