Sebrae Rio cria plataforma para produtos singulares | Diário do Porto


Empreendedorismo

Sebrae Rio cria plataforma para produtos singulares

Sebrae Rio identifica pequenos produtores que cultivem ou fabriquem alimentos e bebidas singulares para promover novos negócios

1 de outubro de 2021

Artigos artesanais e produtos orgânicos são o foco da nova plataforma do Sebrae Rio (Agência Brasil/Fabio Rodrigues Pozzebom)

Compartilhe essa notícia:


De acordo com pesquisas realizadas pelo Sebrae, 39% das empresas que apostam em produtos e serviços diferenciados aumentam as suas chances de sobrevivência. Para potencializar, qualificar e comercializar esses produtos, o Sebrae Rio aderiu ao projeto “Alimentos Brasileiros Diferenciados”, que vai selecionar 50 produtores rurais, micro ou empresas do Estado do Rio de Janeiro. A participação é gratuita e pode ser feita pelo Projeto: Alimentos Brasileiros Diferenciados (office.com) até esta segunda-feira (5).

Após a inscrição, será feito um levantamento prévio dos empreendimentos com potencial para entrar na lista de alimentos diferenciados. O empreendedor poderá inscrever até três produtos do seu portfólio. Os itens selecionados ficarão expostos em uma nova plataforma desenvolvida pelo Sebrae.

“Essa é uma grande oportunidade de agrupar imagens de alimentos e bebidas diferenciados de todos os estados brasileiros em um banco de dados, desde que esses produtos atendam a certos requisitos, além de promover nossa biodiversidade. A nossa expertise vai permitir que esses pequenos negócios tenham acesso à inovação, gestão e novos mercados”, aponta Clarisse Fialho, analista de Mercado do Sebrae Rio.

Para participar, o empreendedor precisa ser um pequeno produtor de alimentos, in natura ou processados, ou bebidas, MEI, microempresa, empresa de pequeno porte ou produtor rural.


LEIA TAMBÉM:

Estado prevê orçamento de R$ 85 bi para 2022

Aeroportos: ministro faz leilão e disputa Governo de SP

Alerj entra na campanha do Outubro Rosa


Sebrae Rio valoriza produtos artesanais e orgânicos

Serão considerados aqueles alimentos e bebidas que tenham as seguintes características: tradicionais, coloniais, típicos, regionais e artesanais. Também são levados em conta atributos adicionais, como ser orgânico certificado, estar no comércio justo, possuir certificações socioambientais, serem oriundos da biodiversidade, inovadores ou gourmet.

Depois da avaliação dos produtos e das informações fornecidas, os empreendedores serão entrevistados. Os produtos aprovados terão uma produção visual de fotos e serão inseridos numa grande vitrine de Alimentos Brasileiros Diferenciados.