Sebrae ensina startups a captar recursos | Diário do Porto


Empreendedorismo

Sebrae ensina startups a captar recursos

Projeto gratuito Capital Empreendedor dará orientações estratégicas sobre captar recursos, capital de risco, interações com investidores e cases de sucesso

25 de abril de 2022

Captar recursos é um desafio para as startups (Deposit Photos)

Compartilhe essa notícia:


Captar recursos financeiros é um dos principais entraves para quem empreende, inclusive para startups. É para este público que o Sebrae está lançando o projeto gratuito Capital Empreendedor. O lançamento será nesta terça-feira 26, às 16h.

O evento, que será online, vai oferecer orientações estratégicas sobre capital de risco, interações com investidores e escritórios jurídicos e apresentação de cases de sucesso. As inscrições começam no dia 27 de abril e vão até 15 de maio. Ao todo serão 330 vagas.

Das 330 vagas, 30 são destinadas para startups fluminenses. O programa começará em junho e será concluído em dezembro. As inscrições podem ser realizadas clicando aqui

Ao longo dos meses, as capacitações serão assim divididas:

  • Workshop de empreendedores com foco em avaliação de propostas de investidores, aproximação com investidores e grandes players
  • Oficina de pitch como estruturar de forma atrativa essa ferramenta
  • Mentorias individuais e coletivas
  • Circuito de investimento com ênfase em networking e geração de negócios, visitas ao ecossistema de inovação e oficinas coletivas.

“O Sebrae já trabalha com diversos projetos para startups. O Capital Empreendedor é voltado para facilitar o acesso dessas empresas ao mercado, proporcionar capital inteligente, promover network, além de aproximar investidores aptos a escalonar o negócio. Essa é uma oportunidade de alavancar a empresa. Assim, vamos estimular a inovação e competitividade dessas empresas”, explica Sthefanny Araújo, analista do Sebrae Rio.

Números do programa:

749 empresas atendidas

R$ 90 milhões de investimentos

125 empresas investidas (investimentos de mercado após participarem do projeto)


LEIA TAMBÉM:

Porto do Açu e Cubo Itaú vão estimular startups

Sem subsídio, metrô do Rio é o mais caro do país

Cassinos: senador diz que legalização é fundamental


/