Sebrae Delas: minissérie retrata o empreendedorismo feminino | Diário do Porto

Negócios

Sebrae Delas: minissérie retrata o empreendedorismo feminino

Minissérie conta a história de mulheres empreendedoras que participaram do Sebrae Delas, programa que auxilia o público feminino a impulsionar seus negócios

30 de dezembro de 2020
Os episódios trazem diferentes perfis de empreendedoras no país (foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Compartilhe essa notícia:


A minissérie Sebrae Delas reúne relatos de diversas empresárias do Brasil, com o propósito de refletir sobre os principais desafios e a potência do empreendedorismo feminino nos dias atuais.  Os episódios contam com a participação das mulheres que fizeram parte do programa Sebrae DelasMulher de Negócios, projeto que já orientou 10 mil empreendedoras no país. O conteúdo está disponível gratuitamente no canal do Youtube.

A minissérie abordará temas como liderança e relacionamento, equilíbrio da vida profissional com a pessoal, competência sócio-emocional e oportunidade de negócios.  Além de incentivar a conexão entre mulheres, sua área de atuação e boas práticas.

A coordenadora do projeto, Renata Malheiros, afirma que a minissérie focou na diversidade de identidades de empreendedoras brasileiras. “Uma das maiores queixas que ouvimos nos atendimentos é sobre a falta de referência. Por isso, apresentamos empreendedoras jovens, experientes, brancas, negras, de norte a sul do país, do agro, da alimentação, da tecnologia, do artesanato” disse.

As principais atividades das mulheres são voltadas para os setores de alimentos e bebidas, vestuário e beleza e que é importante marcar presença também em setores altamente inovadores como robótica, biotecnologia e tecnologia da informação. “Os motivos que dificultam o empreendedorismo feminino são 100% culturais. É preciso trabalhar a autoconfiança, a liderança e capacidade de falar em público”, explica Renata.

Saberes e a força feminina

Analice Meira trabalha com organização de eventos desde 2003.  Para ela, o grande diferencial da série é a exposição das vulnerabilidades das mulheres empreendedoras, através da própria voz, das vivências enfrentadas ao longo da caminhada no empreendedorismo.

“Essa experiência me acolheu, me abraçou e pegou na minha mão. Quem nunca sentiu medo de empreender? Mas percebi que se a gente tremer de mãos dadas vamos ser mais fortes, apesar de todos os medos e fragilidades, nós mostramos nossa força para outras mulheres”, afirma.

Analice conta que o trabalho do Sebrae Delas funciona como uma desconstrução de padrões. “A diversidade de mulheres empreendedoras é enorme. Muitas empreendem por necessidade. As mulheres de modo geral se sentem ameaçadas, são descriminadas, têm sua capacidade colocada em dúvida em todas as áreas. O Sebrae está agindo como um apagador enorme desses velhos problemas. Com o Sebrae Delas, as mulheres se redescobrem, se enxergam capazes e confiantes”, acrescenta.


LEIA MAIS

Sebrae Rio capacita 100 MEIs das comunidades do Rio

Fecomércio-RJ na guerra contra a Covid-19 e por empregos

Chega de mortes, negacionismo e ignorância