São Clemente canta Paulo Gustavo para emocionar e divertir | Diário do Porto


Carnaval 2022

São Clemente canta Paulo Gustavo para emocionar e divertir

“Minha vida é uma peça” é o enredo que a São Clemente levará à Sapucaí para homenager o artista. A mãe dele, que inspirou Dona Hermínia, vai desfilar

13 de abril de 2022

Em 2020, a São Clemente “carnavalizou” o jeitinho brasileiro (Gabriel Nascimento/Riotur)

Compartilhe essa notícia:


Não tem como o desfile da São Clemente deste ano não emocionar e fazer rir ao mesmo tempo. A escola de Botafogo vai homenagear Paulo Gustavo, o humorista que se inspirou na mãe, Déa Lúcia, para incorporar a engraçadíssima Dona Hermínia. O enredo “Minha vida é uma peça” contará a vida de Paulo Gustavo, que passou a infância e a juventude em Icaraí, Niterói. de onde ele partiu para uma carreira artística vitoriosa.

A mãe Déa e a irmã dele, Juliana Amaral, se emocionaram ao visitar o barracão da São Clemente. Déa e o filho desfilaram pela escola em 2013, quando a São Clemente contou a história da TV Brasileira com o enredo “Horário Nobre”.

O carnavalesco Tiago Martins faz mistério sobre o setor onde a família de Paulo Gustavo vai se apresentar. Em 2013, ele incorporou as mães noveleiras no desfile. E contou que a hora da novela era sagrada na casa dele.

Adnet em 2020

No carnaval de 2020, a São Clemente foi a primeira a desfilar, com o enredo “O Conto do Vigário“. Contou histórias de falcatruas desde a época da exploração de ouro em Minas Gerais, começando com a disputa de uma imagem por duas paróquias.

Com uma visão irônica e bem humorada, o samba-enredo teve a composição do humorista Marcelo Adnet e de André Carvalho, Gabriel Machado, Pedro Machado, Gustavo Albuquerque, Camilo Jorge, Luiz Carlos França e Raphael Candela.

História da São Clemente

Os estudiosos do carnaval e os admiradores da São Clemente gostam de contar que essa escola de samba, uma das mais simpáticas do Rio, nasceu de uma brincadeira de jovens do bairro de Botafogo, jogadores de futebol. O time se chamava São Clemente Futebol Clube, em uma homenagem à rua, e o grupo estava prestes para viajar para um jogo no interior quando Ivo da Rocha Gomes avistou duas barricas vazias de uva na porta de uma quitanda. Viraram instrumentos de percussão de uma animada batucada. Era o ano de 1951.

Naquele momento Ivo decidiu criar um “bloco de sujo” para desfilar no Carnaval de Botafogo com as cores do time, azul e branco. Os primeiros ensaios foram no estacionamento de uma loja de autopeças na Rua São Clemente, iluminados por gambiarras. João Marinho e Aílton Teixeira também ficaram conhecidos como fundadores da escola de samba. O primeiro desfile foi em 1952.

Com a dedicação e a garra de muitos moradores do morro Dona Marta, a São Clemente desperta muita simpatia e empolgação quando desfila, mas sua melhor colocação no Grupo Especial do Carnaval foi o 6° lugar em 1990, com o enredo “E o samba sambou”. A São Clemente costuma apresentar desfiles com críticas bem humoradas.

Veja o samba deste ano e clique aqui para ouvir e cantar junto:

Minha vida é uma peça

Autores: Cláudio Filé, James Bernardes, Arlindinho Cruz, Braguinha, Colaço, Marcus Lopes, Caio Tinguinha, Danilo Gustavinho, Kaike Vinícius e Igor Leal.

 

O céu me sorriu

A irreverência me chamou, eu vou

Imortal a nossa relação

 

A bênção lhe dou

Num gesto de amor

Pra você vestir preto e amarelo e sorrir

Atuar com Otelo e Derci

 

Pra plateia vibrar, gargalhar, delirar

Na próxima cena, no primeiro plano

Nem só Marcelina, nem só Juliano

Milhões de herdeiros

Anunciando a mãe de todo brasileiro

 

Dona Hermínia mandou avisar que pode

Brincar na Avenida e dizer no pé

Mulher com mulher, tudo bem

Homem com homem, também

O negócio é amar alguém

 

“Dethales”, o amor venceu

O sentimento mais fiel

Semente que gerou Romeu

Semente que gerou Gael

 

Exemplo de atitude

Pra uma nova geração

Corrente de amizade

Sempre em alta tensão

“Vai que cola” esse meu despedaçado coração

 

Ah, coração

Sou eu a primeira plateia

Divina “idea”, dei luz ao seu brilho

A nossa vida é uma peça

Graças a você, meu filho

 

São clementes aqueles que amam

Que cuidam, que sentem

Mostrando a cara da nossa gente

Rir é resistir, seguir em frente

Paulo Gustavo pra sempre!

 

 


/