De Paraty a Varre-Sai, as joias do Rio no Salão do Turismo | Diário do Porto

Turismo

De Paraty a Varre-Sai, as joias do Rio no Salão do Turismo

Salão do Turismo, no armazém 2 do Pier Mauá, reuniu atrações de mais de 70 municípios para incentivar o turismo no interior do estado

24 de agosto de 2019
Salão do Turismo, no Armazém 2 do Pier Mauá, quer incentivar o turismo no interior do estado Foto: DiPo)

Compartilhe essa notícia:


É difícil olhar com pessimismo para o futuro do turismo no Estado do Rio de Janeiro depois de visitar o Salão do Turismo. Desde quinta-feira 22, o evento toma conta do Armazém 2 do Pier Mauá com atrações de mais de 70 municípios fluminenses. O objetivo do Salão, promovido pela Secretaria estadual de Turismo, é estimular o crescimento do turismo circular, desenvolvido entre cidades de uma mesma região.

O secretário, Otávio Leite, explicou no evento as medidas que o governo Wilson Witzel tem tomado para intensificar a circulação de turistas no interior. Aumentar a segurança é uma delas. “Quando o governador fala que o turismo é o novo petróleo, ele traz a Polícia Militar e a Civil, com mais ênfase para os eixos turísticos. Estamos dando uma guinada para a melhora econômica do nosso estado.”


LEIA TAMBÉM:

Cité: arquitetos do futuro ancoram na CasaCor

O que vai ser do gigante Moinho Fluminense?

Prefeito volta a defender cassinos no Rio


O Salão foi organizado considerando a divisão do Estado em 12 regiões. São as seguintes: Metropolitana, Baixada Verde, Caminhos Coloniais, Agulhas Negras, Caminhos da Mata, Costa Verde, Caminhos da Serra, Vale do Café, Costa Doce, Águas do Noroeste, Serra Verde Imperial e Costa do Sol. Abaixo, você pode conferir quais municípios formam cada região.

Salão do Turismo expões o que o Rio tem de melhor no estado
Salão do Turismo preparou um stand para cada uma das 12 regiões Foto: DiPo)

A universitária Jacqueline da Silva, 34, não conhece todas elas, mas interessou-se muito pelo Vale do Café. “Fiquei com muita vontade de conhecer Paty do Alferes. Posso fazer várias coisas que eu gosto, como andar a cavalo, atividades mais do interior.”

Já o produtor de televisão Leonardo Meirelles, 62, prefere mesmo é sentir frio. Então, sempre que pode, vai para a Serra Verde Imperial, onde ficam Nova Friburgo, Petrópolis, Teresópolis e outras. Ele comentou também que gosta muito dos municípios na fronteira com Minas Gerais. “O artesanato que vendem ali é sensacional, fora os queijos e as cachaças que eu gosto muito.” Quem não gosta?

O prefeito de Teresópolis, Vinicius Claussen, que acompanhou o secretário Otávio Leite no evento, era um dos mais animados com a perspectivas de atrair turistas para as belezas da Serra. Um de suas prioridades, em parceria com a vizinha Nova Friburgo, é estimular a visitação da Rota Terê-Fri. Temos cachoeiras, cervejarias artesanais, queijarias, mirantes, apiário, muita coisa. Vamos preparar um plano para os empresários para que a nova Tere-Fri ganhe visibilidade e traga muitos negócios”, adiantou Claussen.

Os empreendedores e profissionais de turismo puderam ter ideia melhor do potencial do Estado e refletiram sobre como investir para atrair mais clientes. Bianca Chaves, 38, disse que esse tipo de evento é fundamental para que os próprios cariocas considerem as possibilidades de viagem que podem fazer sem ir muito longe. “Eu adoro mergulhar. Então toda a região litorânea me interessa, mas prefiro ir a Arraial do Cabo. Agora vou começar a explorar outros destinos com praia.”


Serviço:

  • Águas do Nordeste
Lago José Neves, em Bom Jesus de Itabapoana (Foto: Prefeitura)

A região reúne 13 municípios: Aperibé, Bom Jesus do Itabapoana, Cambuci, Italva, Itaocara, Itaperuna, Laje do Muriaé, Miracema, Natividade, Porciúncula, Santo Antônio de Pádua, São José do Ubá e Varre-Sai. Além de belas paisagens, há passeios em trilhas, prática de esportes radicais, cachoeiras e pontos de turismo cultural. É o caso da Escola de Música Villa Lobos e do belíssimo casario colonial, em Miracema, e também da Igreja do Santuário, em Natividade.

  • Agulhas Negras
Cachoeira do Escorrega, em Visconde de Mauá, Itatiaia (Foto TurisRio)

A região reúne quatro municípios: Itatiaia, Porto Real, Quatis e Resende. Os principais atrativos turísticos são o Parque Nacional, em Itatiaia, a Casa do Papai Noel, em Penedo, e igrejas em Porto Real.

  • Baixada Verde
Casa de Cultura de Nova Iguaçu (Foto: Prefeitura)

A região reúne 10 municípios: Belford Roxo, Duque de Caxias, Japeri, Magé, Mesquita, Nilópolis, Nova Iguacu, Queimados, São João de Meriti e Seropédica. As principais atrações são do turismo ecológico, como o projeto canoagem no Rio Guandu, em Japeri. Vale destacar também a Praça da Matriz em São João de Meriti, a Casa de Cultura de Nova Iguaçu e o Centro Cultural Oscar Niemeyer, projeto pelo arquiteto mais famoso do país e que reúne a Biblioteca Leonel Brizola e o Teatro Raul Cortez na Praça do Pacificador, em Duque de Caxias.

  • Caminhos Coloniais
Casa de Pedra, Três Rios (Foto: Prefeitura de Três Rios)

A região reúne cinco municípios: Areal, Comendador Levy Gasparian, São José do Vale do Rio Preto, Sapucaia e Três Rios. Alguns dos principais atrativos turísticos são o Museu Rodoviário de Paraibuna, em Comendador Levy Gasparian, e a Casa de Pedra, em Três Rios.

  • Caminhos da Mata

O território reúne Itaboraí, Rio Bonito, São Gonçalo, Silva Jardim e Tanguá. As principais atrações turísticas são o Parque Paleontológico de Itaboraí, a Cachoeira das Andorinhas em Aldeia Velha e a Cascatinha em Tanguá.

  • Caminhos da Serra
Trajano de Moraes (Foto: Prefeitura de Trajano de Moraes)

São 11 municípios: Bom Jardim, Cantagalo, Carmo, Conceição de Macabu, Cordeiro, Duas Barras, Macucu, Santa Maria Madalena, são Sebastião do Alto, Sumidouro e Trajano de Moraes. Os atrativos mais famosos são a Praça do Pescador, em Carmo, o Palácio do Gavião, em Cantagalo, e o turismo rural em Macucu, com passeios a cavalo, caminhadas e fazendas.

  • Costa Doce

A região reúne cinco municípios: Campos dos Goytacazes, Cardoso Moreira, São Fidelis, São Francisco do Itabapoana e São João da Barra. As atrações destacadas são o Chafariz Belga, na praça São Salvador e a Cachoeira Tomabo D`Água, em Campos, e a Igreja Matriz de São Fidélis.

  • Costa do Sol
Praça da Baleia, Rio das Ostras (Foto: Arquivo Turisrio)

Araruama, Armação dos Búzios, Arraial do Cabo, Cabo Frio, Carapebus, Casimiro de Abreu, Iguaba Grande, Macaé, Maricá, Quissamã, Rio das Ostras, São Pedro da Aldeia e Saquarema. Todos os municípios apresentam praias lindas e lagos, muitos com seus moinhos de vento. Em Arraial do Cabo, paraíso do mergulho com águas caribenhas, a Gruta Azul é muito frequentada por turistas. Búzios tem arquitetura típica e fama internacional, enquanto Cabo Frio é a que recebe a maior quantidade de turistas brasileiros. Em Maricá, além das belezas de Ponta Negra, há construções históricas no Centro, uma restinga preservada é formações geológicas admiráveis como as pedras do Elefante e de Inoã.

  • Costa Verde
Igreja Santa Rita, Paraty (foto: Arquivo TurisRio)

A região é considerada uma das mais bonitas do mundo e reúne quatro municípios: Angra dos Reis, Paraty, Mangaratiba e Itaguaí. Angra tem 365 ilhas e ilhotas, muitas delas com belíssimas praias. Paraty e Ilha Grande são Patrimônio Mundial da Unesco e dispensam apresentações. A cidade é uma mistura irresistível de arquitetura colonial, praias, montanhas, cachaça e artesanato de alta qualidade.

  • Metropolitana
Cristo Redentor, Rio de Janeiro (Foto: Arquivo TurisRio)

Aqui são considerados apenas dois municípios: Rio de Janeiro e Niterói. Reúne pontos turísticos mundialmente conhecidos, como Cristo Redentor, Pão de Açúcar, Museu do Amanhã, Parque Nacional da Tijuca, Copacabana, Ipanema e muito mais, na capital. Em Niterói, tem o Museu de Arte Contemporânea (MAC), o Parque da Cidade, o Caminho Niemeyer e praias como Itacoatiara e Camboinhas.

  • Serra Verde Imperial
Pedra do Cão Sentado, Nova Friburgo (Foto: Arquivo TurisRio)

Aqui está Petrópolis, chamada de “única cidade imperial do continente”, com o Museu Imperial e o Palácio de Cristal, e mais quatro cidades: Teresópolis, Nova Friburgo, Cachoeiras de Macacu e Guapimirim. Para quem curte o frio, a região apresenta vários festivais como o de Inverno e o do Morango com Chocolate. Arquitetura trazida por imigrantes europeus, gastronomia refinada, muitas opções de hospedagem e uma natureza exuberante atraem turistas o ano todo.

  • Vale do Café
Fazenda do Anil, Paty do Alferes (Foto: Fabrizia Granatieri / TurisRio)

Aqui estão Barra Mansa, Barra do Piraí, Engenheiro Paulo de Frontin, Mendes, Miguel Pereira, Paracambi, Paraíba do Sul, Paty do Alferes, Pinheiral, Piraí, Rio Claro, Rio das Flores, Valença, Vassouras e Volta Redonda. Alguns dos principais atrativos turísticos são a Praça da Inconfidência, em Paraíba do Sul, os palacetes, casarios e a estação ferroviária de Vassouras, além das casas e fazendas preservadas por toda a região desde a época do ciclo do café.