Roda gigante Rio Star não tem mais data para reabrir | Diário do Porto

Saúde

Roda gigante Rio Star não tem mais data para reabrir

Paralisada pela crise do coronavírus, Rio Star diz que só reabrirá quando não houver mais risco para clientes e funcionários

27 de março de 2020


Rio Star, com 70 funcionários, paralisou sua atividades por causa da crise do coronavírus (foto: divulgação)


Compartilhe essa notícia:


A roda gigante Rio Star informou ao DIÁRIO DO PORTO que não tem mais data programada para sua reabertura. No último dia 17 de março, a empresa havia anunciado que ficaria paralisada até o próximo dia 30, seguindo decreto do governador do Estado, Wilson Witzel, que determinou medidas para a contenção do contágio do coronavírus.

Agora, a Rio Star disse que será preciso analisar a evolução da pandemia e só reabrirá quando houver certeza de que “não há mais risco para clientes e colaboradores”.

Sem atividades há quase duas semanas, a empresa não realizou demissões e diz que está “fazendo de tudo para manter sua equipe”. O posicionamento da empresa não segue a linha que defende a reabertura dos negócios para preservação da atividade econômica do país. A Rio Star colocou a saúde das pessoas como sua prioridade.

Inaugurada em dezembro de 2019, a atração turística tem 60 funcionários diretos e 10 terceirizados. Cerca de 30% dos trabalhadores são de bairros da Região Portuária, incluindo o Morro da Providência, a primeira favela do país.


LEIA MAIS:

Jovens estão entre os mais afetados pelo coronavírus, no Rio

Navios pedem socorro para desembarcar 576 pessoas no Rio

Entidades da construção não querem parar na pandemia


No mês de fevereiro, a roda gigante já havia superado a marca de 200 mil visitantes e chegou a alcançar mais de 3.000 pessoas por dia. Quando comunicou seu fechamento a empresa publicou que “há a necessidade de evitar a aglomeração de pessoas e todo cuidado é necessário neste momento, para mitigar a evolução deste vírus que assola o mundo“.

As vendas de ingressos estão suspensas. Quem já adquiriu ingressos e ainda não usou têm a opção de programar para qualquer data, dentro do prazo de validade de 1 ano.

A movimentação da roda gigante, principalmente nos fins de semana, vinha impulsionando também o aumento de público no VLT, além de trazer mais usuários para os estacionamentos da região, no Porto Maravilha.

O público da roda gigante é diversificado, atraindo tanto moradores da cidade como turistas. As cabines, com capacidade para 6 pessoas, são fechadas e a velocidade é baixa, apenas o suficiente para realizar uma volta a cada 15 minutos, o que permite o embarque e desembarque sem que seja preciso parar seu funcionamento. O giro só é interrompido para o acesso de pessoas com problemas de locomoção.

A roda gigante conta também com uma área de bar, loja de lembranças e de fotografias, locais que também estarão fechados durante a paralisação.

Mais informações podem ser obtidas no site oficial www.riostar.tur.br