Roda gigante Rio Star inicia venda de ingressos | Diário do Porto

Turismo

Roda gigante Rio Star inicia venda de ingressos

Vendas antecipadas são feitas no site da roda gigante, que começa a funcionar no dia 6 de dezembro. Pedras quebradas no calçamento causam preocupação

28 de novembro de 2019
Promoção da Roda gigante Rio Star será válida para quem doar sangue até 15 de maio (foto: DiPo)

Compartilhe essa notícia:


A roda gigante Rio Star, no Porto Maravilha, vai começar a receber os visitantes a partir do dia 6 de dezembro. As vendas de ingressos já estão sendo feitas por meio do site oficial www.riostar.tur.br, onde é possível escolher a melhor data para o passeio.

Até o dia 19 de dezembro, as inteiras no site terão preço único de R$49,00. A partir do dia 20, esse valor só valerá para os cariocas, as demais pessoas vão pagar R$ 59,00. O pagamento na compra pelo site poderá ser feito com cartões de débito e crédito.

A meia entrada terá valor de R$ 35 e será válida para crianças de 3 a 11 anos; estudantes; pessoas acima dos 60 anos; e pessoas com deficiência com o direito a um acompanhante. Os detalhes de cada situação estão no site oficial da empresa. Haverá necessidade de apresentar documentos no momento do uso do ingresso.

Inicialmente a Rio Star previa que cada gôndola levaria até 8 passageiros, porém a capacidade foi reduzida para 6 pessoas, para aumentar o conforto e também reduzir o tempo para o embarque.

A operação de embarque é feita com a roda gigante em movimento. A volta é completada em aproximadamente 18 minutos e as cabines são climatizadas. O horário de funcionamento será das 10h às 18h.

“Chegou o momento de receber nossos visitantes, abrir as portas para que cariocas e turistas possam ter ‘A melhor vista da felicidade’ no mais novo atrativo do Rio de Janeiro, a Rio Star”, disse Fábio Bordin, diretor executivo da FW Investimento, holding que administra a Rio Star.


VEJA TAMBÉM:

Rio e Flamengo, grandes marcas que exigem gestão

Câmara exige informações da Prefeitura sobre autódromo

A inquietude contemporânea de Silvina Ocampo


A Rio Star está entre as maiores do mundo, com 88 metros de altura, o que equivale a um prédio de 25 andares. São 54 cabines com vistas do Porto Maravilha, Baía de Guanabara, Ponte Rio-Niterói, relógio da Central, Morro da Providência, Cristo Redentor, Pão de Açúcar, Pedra do Sal, Cidade do Samba, entre outras.

A estrutura está localizada em um ponto de acesso por transporte público e compartilhado, desde ônibus, VLT, Táxi, carros, bicicletas e patinetes por aplicativos.

A enfermeira Bianca Mascarenhas, 46, moradora da Gamboa, mal vê a hora de a roda gigante começar a funcionar. “Chama muita gente para cá. Isso aqui era muito abandonado antes de ter o AquaRio e os museus. Melhorou muito a área”, afirmou, enquanto passeava pela região.

Os turistas amazonenses Paulo de Tarso, 56, Paulo Arthur Mestrino, 63 e Cleoberto Júnior, 47, também curtiram a novidade. “Nós vimos a roda gigante já de longe”, disse Paulo Arthur. “Se estivesse funcionando, nós iríamos com certeza”, lamentou Paulo de Tarso, pois não estará mais no Rio quando ela estiver operando.

O mesmo disse a turista de Santa Catarina, Carol Farias, 25, que espera poder ir à roda gigante numa próxima visita à cidade. A carioca Naira Souza, 20, atendente de caixa, acredita que a Rio Star vai ser uma atrair muitas pessoas para a região. O valor da meia-entrada também é um ponto importante para a jovem. “Se mantiverem o preço para cariocas e meia-entrada vai valer muito a pena”, afirmou.

Os brasilienses Ana Paula Andrade, 28, e André Freitas, 30, foram ver a roda gigante, mas não se animaram com a atração. “Não iríamos porque temos medo de altura, não fomos nem mesmo no Pão de Açúcar”, disse Ana Paula.

Falta de conservação

Ao mesmo tempo em que ganha um novo equipamento, o Porto Maravilha dá sinais de falta de cuidados com o que já foi realizado. Desde a Praça Mauá, até a roda gigante, há diversas pedras partidas no calçamento, com buracos que ameaçam quem passa pela região.

A área da estação do VLT Parada dos Museus é a que tem mais pedras partidas em seu calçamento. O DIÁRIO DO PORTO constatou que mais de 50 placas necessitam de troca. Esse é o local com a maior concentração de pessoas, sejam visitantes ou trabalhadores das proximidades.

A região atrai turistas e moradores da cidade por ser um reduto de programas culturais e de entretenimento, além de facilitar práticas esportivas como corrida, bike e skate.

O grande fluxo de pessoas vai aumentar na região com o funcionamento da roda gigante, pois há previsão de que a nova atração atrairá cerca de 1 milhão visitantes por ano.

 

Serviço

Venda antecipada dos ingressos da Rio Star

Onde: www.riostar.tur.br

Quanto: condições no site oficial

Funcionamento: a partir de 6 de dezembro de segunda a sexta-feira, das 10h às 18h