Rock in Rio doará 50 t de alimentos à Ação da Cidadania | Diário do Porto


Cidadania

Rock in Rio doará 50 t de alimentos à Ação da Cidadania

Além de doar, Rock in Rio receberá doações no site do festival. O objetivo é diminuir a fome entre a população mais carente, afetada pela crise da pandemia

16 de abril de 2021

Roberto Medina, presidente do Rock in Rio, diz que situação da fome é crítica no país (foto: Divulgação)

Compartilhe essa notícia:


A pandemia da Covid-19 agravou a crise econômica brasileira e pesquisas recentes apontam que milhões de pessoas não conseguem comida suficiente para a alimentação diária no país. Para ajudar a diminuir os efeitos dessa tragédia a empresa promotora do Rock in Rio vai doar 50 toneladas de alimentos à campanha Brasil Sem Fome, comandada pela Ação da Cidadania, ONG fundada pelo sociólogo Betinho em 1993.
Além da ação direta, o Rock in Rio também vai fazer uma campanha para mobilizar a sociedade a aumentar as doações. Tudo para enfrentar um cenário no qual, nos últimos 6 meses, a pobreza praticamente triplicou no Brasil. Se em agosto de 2020, um total de 9,5 milhões de pessoas já passavam fome, no mês passado este número saltou para 27 milhões, apontam dados da Rede Penssam, Instituto Ibirapitanga, ActionAid Brasil, Fundação Friedrich Ebert Stiftun, Oxfam Brasil e Fundação Getúlio Vargas (FGV).
A doação direta do Rock in Rio será feita em conjunto com o grupo Dreamers, um conglomerado de comunicação do qual o festival faz parte. A expectativa é mobilizar outras empresas e, dessa forma, multiplicar este número para atender mais famílias.
Quem quiser fazer uma doação, é muito simples e não há um valor estipulado. Basta acessar o link rockinrio.com/doe e participar.

Rock in Rio considera crítica a situação do país

Daniel Souza, presidente do Conselho da Ação da Cidadania e filho de Betinho, ressalta: “vivemos um momento assustador, em que muitas vidas são perdidas para essa doença que assola o mundo. Graças ao imenso apoio do povo brasileiro, de empresas privadas e de diversas instituições, temos conseguido dar continuidade ao combate à miséria em todo o país. Não existe vacina contra a fome. O melhor remédio é a solidariedade”.

A doação de alimentos vem acontecendo desde o início da pandemia, porém as pesquisas mostram uma queda desde o início de 2021. Por isso, a intensificação em campanhas feitas pela Ação da Cidadania. Este é o segundo movimento que a ONG faz somente neste primeiro semestre. Em fevereiro, ampliou sua atuação na doação de alimento com campanha Brasil Sem Fome e, em um mês e meio, a entidade já ajudou mais 48 mil brasileiros com 12 mil cestas entregues em todo o país.

O presidente do RockinRio, Roberto Medina, diz que a situação da fome no país é crítica e este assunto precisa sair de conversas e ganhar atitudes.

“Não podemos mais aguardar. A população tem que ter este olhar humano e que traz esperança. O cenário é emergencial. Temos tanta urgência para isso que as instituições, empresas, governo e até pessoas físicas já não sabem mais por onde começar. Mas estamos aqui para bater tambor e ajudar a movimentar a todos com esta visão para a esperança. Todos precisamos deste sopro de positividade”, diz Medina.