Rio treina agentes da Guarda contra desordem no mar | Diário do Porto


Geral

Rio treina agentes da Guarda contra desordem no mar

Guarda Municipal vai habilitar agentes para atuar na costa marítima. Capacitação é parte do Plano de Gerenciamento Costeiro da cidade

11 de dezembro de 2018

Guarda Municipal do Rio vai habilitar 90 agentes para atuar em regiões costeiras (Foto: Divulgação)

Compartilhe essa notícia:


A capacitação é parte do Plano de Gerenciamento Costeiro da Cidade
Guarda Municipal habilita guardas municipais para atuar em áreas costeiras (Divulgação)

A Guarda Municipal do Rio promove este mês um Curso Especial de Operações Costeiras para habilitar 90 guardas municipais a atuar na costa da cidade. Em parceria com a Capitania dos Portos da Marinha, o projeto faz parte do Plano de Gerenciamento Costeiro e municipal.

O objetivo é estabelecer regras de uso e ocupação da zona costeira e da orla marítima. Com a capacitação, os guardas poderão proteger banhistas e apoiar a Capitania dos Portos na fiscalização de embarcações. Atividades econômicas e de lazer no ambiente costeiro também poderão ser fiscalizadas.

As aulas já começaram, dia 10, na sede da Guarda, em São Cristóvão, e vão até o dia 21. A parte de legislação e normas de segurança será ministrada pelo Departamento de Segurança Aquaviária da Capitania dos Portos. Já a parte prática será coordenada pelo Grupamento de Operações Especiais, da própria Guarda. Atendimento pré-hospitalar em ambiente marítimo, técnicas de natação utilitária e escola de embarcações serão algumas das  disciplinas.

Curso para tripulação de embarcações

Em 2017, 35 guardas municipais passaram por Curso Especial para Tripulação de Embarcações de Estado para o Serviço Público (ETPS). Outros 70 agentes já haviam participado do curso, ministrado também pela Capitania. Os alunos foram capacitados a tripular e conduzir pequenas embarcações de até seis metros de comprimento usados na navegação interior. Ainda aprenderam sobre legislação, embarcações, motores, comunicações, noções técnicas de sobrevivência, meteorologia e primeiros socorros.

LEIA MAIS:

Guarda Municipal volta a ser azul e tem carros novos

Marginais provocaram vazamento na Baía de Guanabara

Os Veios Abertos da Baía de Guanabara


 

Atualmente, a utilização de embarcações na rotina operacional da GM-Rio acontece em ações especializadas. Como no caso de apoio das equipes do GOE à Defesa Civil e do Grupamento de Defesa Ambiental (GDA) com necessidade de acessar lagoas ou rios para resgate de animais silvestres e outros tipos de ações de proteção da fauna e da flora.

O GOE conta hoje com três botes operacionais, sendo dois deles doados pela Defesa Civil Municipal, com capacidade para transportar de quatro a sete pessoas, e contam com motor de 15HP.


/