Rio fez 1.533 resgates de animais silvestres este ano | Diário do Porto

Sustentabilidade

Rio fez 1.533 resgates de animais silvestres este ano

A Patrulha Ambiental, responsável pelo resgate de animais, encontrou principalmente gambás e gaviões. Para animais domésticos, foi criado o Sisbicho

25 de setembro de 2019
Bicho preguiça foi encontrado na Barra (Foto divulgação)

Compartilhe essa notícia:


De janeiro a setembro deste ano, a gerência de patrulhamento ambiental da Secretaria Municipal de Meio Ambiente do Rio fez o resgate de 1.533 animais silvestres na cidade. Eles geralmente são encontrados em ruas, praças e quintais, após saírem de seus ambientes naturais em busca de alimento.

O maior número é de gambás: 911 foram encontrados. Em seguida vêm os gaviões (57) e os micos (52). O secretário de Meio Ambiente, Marcelo Queiroz, ressalta a importância da Patrulha Ambiental para o trabalho de resgate de animais silvestres.

A Patrulha Ambiental é composta por técnicos da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMAC) e guardas municipais do Grupamento de Defesa Ambiental. Seu trabalho é atender às denúncias de danos à fauna, resgate de animais silvestres mantidos em cativeiro ou comercializados irregularmente, captura e caça e maus tratos, desmatamentos, corte de encostas, ocupações irregulares em estágio inicial, poluição hídrica, poluição atmosférica, do solo, apoio às subprefeituras em operações de controle urbano e outras.

 


VEJA TAMBÉM:

Alerj autoriza a volta da Geral do Maracanã

REFIT movimentará 214% a mais de petróleo no Porto

Vereadores votam criação do Dia da Maconha Medicinal


Disponível 24h, o serviço da Patrulha Ambiental tem como objetivo flagrar e coibir agressões ou danos ambientais, em trabalhos de fiscalização e preservação da natureza. Segundo a Secretaria, acionar esse serviço para o controle de danos ambientais “é fundamental, pois a equipe é preparada para atuar no recolhimento de animais silvestres em situação de risco e fiscalizar as agressões ao meio ambiente”. Os chamados devem ser feitos pelo telefone 1746.

 

Animais Domésticos

A Prefeitura lançou, há uma semana, a plataforma digital Sisbicho, que cria um cadastro online gratuito de cães, gatos e outros animais domésticos, com microchip e carteira oficial de identificação.

A medida permitirá a implantação do Registro Geral de Animais (RGA) e torna obrigatória a microchipagem para os casos de comercialização e doação de bichos. Também é recomendada a todos os atuais proprietários de animais de estimação.

Com o novo sistema, a Prefeitura poderá dimensionar a quantidade de animais existentes em cada região, o que ajudará na definição de ações de saúde pública, como campanhas de vacinação e castrações.

Ao implantar o Registro Geral de Animais, o Rio se tornou a décima capital do país a ter esse tipo de serviço.