Rio Eco Pets ganha apoio do Governo para cuidar dos animais | Diário do Porto

Cidadania

Rio Eco Pets ganha apoio do Governo para cuidar dos animais

ONG Rio Eco Pets obtém recursos com a coleta de tampinhas e venda para reciclagem. Agora poderá colocar pontos de coletas em órgãos do Estado

16 de julho de 2021


A Rio Eco Pets, em 3 anos de atuação, já castrou 2.239 animais (foto: Rio Eco Pets / Larissa Cargnin)


Compartilhe essa notícia:


A organização não governamental Rio Eco Pets acaba de ganhar o apoio do Governo do Estado para sua campanha permanente de doação de ração e castração de cães e gatos. A ONG obtém os recursos por meio da arrecadação de tampinhas plásticas, que depois são revendidas para reciclagem.

Com o apoio do Governo do Rio, a Rio Eco Pets poderá instalar pontos de coleta desses materiais em Secretarias e órgãos da administração pública. Isso deve ampliar a capacidade de captação da entidade, que hoje já possui cerca de 400 locais de captação de tampinhas espalhados pelo Estado.

O valor da venda do material para a reciclagem é depois repassado para abrigos e protetores cadastrados pela ONG, que realizam as castrações e cuidados veterinários em animais abandonados ou de proprietários que não têm recursos. Em 3 anos de atuação da Rio Eco Pets, já foram recicladas mais de 230 toneladas de material, beneficiando 2.239 animais de 303 protetores.

Fernanda Perissé, uma das fundadoras da ONG, comemorou o apoio governamental. “Essa parceria com o Governo do Estado do Rio de Janeiro representa um reconhecimento do nosso esforço e trabalho voluntário desde 2018, ajudando os animais e o meio ambiente. Além de ser uma grande possibilidade de crescimento, com esse convênio, esperamos expandir nossa área de atuação, atender um maior número de cidades e incluir a doação de ração para os abrigos cadastrados, beneficiando mais animais e conscientizando mais pessoas sobre o destino correto de resíduos”, afirmou.

Segundo Analine Castro, mulher do governador Cláudio Castro e presidente de honra do RioSolidario, entidade do Governo que apoia a campanha, além de instalar pontos de coleta dos materiais em órgãos do Estado, a ideia é conscientizar prefeituras e outras instituições sobre a importância da campanha.

“Vamos oferecer toda a experiência do RioSolidario em campanhas sociais para alcançar o maior número de animais castrados possível e ainda ajudar na alimentação deles”, disse Analine Castro.


LEIA TAMBÉM:

Roberto Medina anuncia The Town, em São Paulo

Paes sanciona Reviver Centro, com incentivos para moradias

Sesc RJ Na Estrada vai ao Museu do Café, em Vassouras