Cultura e Lazer

São Sebastião do Rio de Janeiro lota igrejas

O domingo foi de procissão e muitas missas em homenagem ao padroeiro do Rio de Janeiro, São Sebastião. Dom Orani celebrou na Igreja dos Capuchinhos

20 de janeiro de 2019
Missa para São Sebastião celebrada por Dom Orani na Basílica dos Padres Capuchinhos (Tania Rêgo/Agência Brasil)

Compartilhe essa notícia em sua rede social:

Joci Borges Oliveira morava em Salvador, mas há seis anos veio para o Rio, onde acompanha a procissão do santo. Uma inflamação no pé não deixou que ela cumprisse a tradição. No entanto, não a impediu de visitar a Basílica Santuário de São Sebastião dos Frades Capuchinhos, na Tijuca. Foi agradecer a graça recebida “de a vida ser em paz”.

Já Isabel Cristina Oliveira frequenta o santuário há mais de 20 anos. “Já tive muitas graças. Venho para agradecer”, disse.

 


LEIA TAMBÉM:

Rio de janeiro a junho: os grandes eventos do 1º semestre

Rio é a primeira Capital Mundial da Arquitetura

Rio redescobre Av. Marechal Floriano com Linha 3 do VLT 


 

William de Andrade é vizinho da basílica e prestigia a festa dedicada a São Sebastião todo dia 20 de janeiro, embora seja devoto de Santa Luzia. Ele faz questão de acompanhar a mulher, Isaura, que tem em São Sebastião seu santo preferido.

Missas por todo o domingo

Durante todo o dia foram realizadas missas a cada hora no Santuário dos Frades Capuchinhos. A primeira foi às 8h. O cardeal arcebispo do Rio, Dom Orani Tempesta, rezou a missa das 10h. Ele destacou a importância de São Sebastião para a cidade.

“São Sebastião é do século 16. É o padroeiro do Rio de Janeiro. São séculos de devoção que demonstram a tenacidade, a coragem de um homem de Deus que não desanimou nunca. É para que o carioca nunca desanime dos seus problemas, das suas flechadas, caminhando com fé”, disse.

Na missa, Dom Orani Tempesta salientou os sinais de bravura e de sustentação de São Sebastião. Segundo ele, devem estar presentes em todos os cariocas para encontrarem a solução de todos os problemas e para que a cidade seja acolhedora “como sempre foi”.

A programação em homenagem a São Sebastião incluiu à tarde o Terço da Misericórdia, na igreja dos Capuchinhos. A partir das 16 horas, houve a procissão em honra ao padroeiro rumo à Catedral de São Sebastião do Rio de Janeiro, na Avenida Chile.

(Por Alana Gandra – Agência Brasil)

Compartilhe essa notícia em sua rede social: