Rio, Capital Mundial da Arquitetura, tem iluminação especial | Diário do Porto

Turismo

Rio, Capital Mundial da Arquitetura, tem iluminação especial

Iluminação na cor amarela vai até dia 6/01, em pontos histórios e turísticos. Iniciativa celebra a realização do Congresso Mundial de Arquitetos, em 2020

15 de dezembro de 2019
Os Arcos da Lapa com a iluminação especial, na cor amarela (Foto: Prefeitura / Marcelo Piu)

Compartilhe essa notícia:


Até o próximo dia 6 de janeiro, alguns pontos turísticos e históricos da cidade estão recebendo uma iluminação especial, na cor amarela. A iniciativa celebra a escolha do Rio como a primeira Capital Mundial da Arquitetura e a realização do 27º Congresso Mundial de Arquitetos, de 19 a 23 de julho do próximo ano.

A Prefeitura, que realiza a iluminação com várias parcerias, chama a iniciativa de “Rio 2020, Natal de Luz”. A cor amarela foi escolhida por simbolizar o sol, o verão, a prosperidade e a felicidade. Nos próximos dias, essa cor deverá iluminar o Museu do Amanhã e o MAR (Museu de Arte do Rio), ambos no Porto Maravilha.

Os locais que já receberam a iluminação especial são o Cristo Redentor, Pão de Açúcar, murada do Forte de Copacabana, Monumento Estácio de Sá, passarelas do Aterro do Flamengo, Arcos da Lapa, Câmara dos Vereadores, Igreja da Penha, Cidade das Artes, Museu de Arte Moderna, Palacete da Princesa Isabel, Palácio da Cidade e o Centro Administrativo São Sebastião.


LEIA TAMBÉM:

Casa Amarela põe os artistas no mundo da lua

Fórum apresenta soluções para melhorar a vida no Porto

Porto Maravilha espera grandes projetos residenciais


O Congresso Mundial de Arquitetos deve trazer ao Rio cerca de 20 mil profissionais de vários países, para discutir os problemas da vida urbana e o futuro das cidades. O arquiteto Sérgio Magalhães, que preside o Comitê Rio 2020, organizador do evento, diz que o congresso é uma oportunidade histórica.

“O Rio de Janeiro, esta cidade de enormes contrastes, espelha as grandes questões brasileiras e as questões de cidades do mundo todo. Se conseguirmos refletir sobre isso e elaborar propostas para vencer os desafios, estaremos contribuindo para um mundo melhor. Essa é uma pretensão gigantesca, mas que pode ter sentido, se contarmos com a participação de todos”, afirmou Magalhães.

A iluminação especial está sendo feita sem gastos extras para os cofres públicos, informa a Prefeitura, pois contaria com equipamentos já existentes.

Além do Natal e Ano Novo, também no Carnaval haverá menção à realização do Congresso Mundial de Arquitetos e celebração do título inédito de primeira Capital Mundial da Arquitetura, concedido pela Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura) e pela UIA (União Internacional dos Arquitetos).