Rio Capital Mundial da Arquitetura e Correios homenageiam a cidade | Diário do Porto

Evento

Rio Capital Mundial da Arquitetura e Correios homenageiam a cidade

Rio Capital Mundial da Arquitetura e Correios homenageiam paisagens cariocas com lançamento de “O Meu Rio” e de uma exposição virtual com selos históricos

15 de dezembro de 2020
Os Arcos da Lapa são do século 18 (foto: Prefeitura do Rio / Divulgação)

Compartilhe essa notícia:


Não é por acaso que o Rio de Janeiro é chamado de Cidade Maravilhosa. Isso fica ainda mais claro após a seleção feita pelo Rio Capital Mundial da Arquitetura e os Correios, que lançaram um projeto que engloba uma exposição virtual filatélica, com a história da cidade em selos, e um e-book “O Meu Rio“, com depoimentos de personalidades sobre seus lugares preferidos.

Cercada por belezas naturais e cenários paradisíacos, a capital fluminense mostra em seus cinco séculos de história como a arquitetura acompanha a sua evolução e modernização.  O eBook – o primeiro de seis volumes – traz depoimentos de 12 arquitetos e 12 personalidades sobre seus lugares preferidos.  A publicação pode ser baixada clicando aqui.

Entre os nomes selecionados para contar suas histórias na cidade estão os arquitetos Verena Andreatta e João Uchôa, a cantora Alcione, o sambista Moacyr Luz, a ensaísta e escritora Heloisa Buarque de Hollanda e o treinador Zico.

O Rio de Janeiro recebeu da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco) e da União Internacional dos Arquitetos (UIA) o título de Capital Mundial da Arquitetura, concedido pela primeira vez a uma cidade. Neste ano, seria realizado aqui o Congresso Mundial de Arquitetos, que foi adiado devido à pandemia de Covid-19. Se tudo correr bem, o evento agora está programado para os dias 18 a 22 de julho de 2021.

Lugares preferidos

Celso Rayol, um dos arquitetos mais notáveis da cidade, começou sua trajetória com o ex-prefeito e também arquiteto Luiz Paulo Conde.  Em seu relato ao e-book, ele assume que a cidade o conquistou pelo todo: sua natureza, sua diversidade, seus detalhes, seu agito e seus refúgios.

“Sou completamente apaixonado. Aqui existe espaço para todos os gostos, para toda a gente. Precisamos homenagear a nossa própria arquitetura”, afirma Celso que elege entre seus pontos prediletos o Museu de Arte Moderna e o Parque Lage, lugares que chama de “pausas urbanas”, onde pode reduzir a sua velocidade.

Do Maranhão, a consagrada cantora Alcione fez morada no Rio,  cidade em que diz colecionar “incontáveis e excelentes histórias” desde quando aqui desembarcou, em meados da década de 1970. Conquistada pela cena musical , escolheu a Quadra da Mangueira e o Beco das Garrafas.

“A quadra da Mangueira é minha segunda casa. Já o Beco fica em Copacabana, onde comecei minha vida profissional, assim como Dolores Duran, Simonal, Elis Regina, Leny Andrade, Bôscoli e Miele”, destacou.

Roteiro afetivo da cidade

Em tempos de isolamento social, a exposição virtual de selos postais, disponível no Blog da Filatelia, propicia uma viagem pela  história da arquitetura, sem que seja preciso sair de casa. Essa trajetória se inicia no Cristo Redentor, um dos símbolos mais famosos da cidade e do mundo, passando pelo Pão de Açúcar, Orla de Copacabana e Maracanã, cenário de tantos jogos e também dos Jogos Olímpicos em 2016.

Homenageando ainda outras belezas, o Jardim Botânico, Parque Nacional da Tijuca, Paço Imperial e Pedra da Gávea contam com um acervo detalhado de selos memoráveis.

Os Correios enaltecem a arquitetura brasileira, com os selos comemorativos da Série América – UPAEP: Arquitetura. A circulação teve início em 8 de novembro, data em que se comemora o Dia Mundial do Urbanismo.

A divulgação dessa série histórica de selos destaca também o Porto Maravilha e o Centro do Rio, valorizando locais que possuem uma grande importância histórica na construção da cidade.

Selos do Rio de Janeiro
Selos históricos da exposição virtual dos Correios (Foto: Correios)

 


LEIA MAIS

Bolsonaro veta socorro ao transporte. Pode haver colapso

Fecomércio-RJ apoia novo site de turismo do Rio

Livros para o Natal: uma lista para divagar na pandemia