Rio aumenta em 90% suas produções cinematográficas | Diário do Porto


Indústria criativa

Rio aumenta em 90% suas produções cinematográficas

Crescimento se deve à expansão de produtoras de streaming no Rio. De janeiro a maio, estúdios da cidade tiveram 3.551 horas de gravação

24 de julho de 2022

RioFilmes investe R$ 55 milhões para estimular produções no Rio, como as do seriado How to be a Carioca (Foto: Star+/ Divulgação)

Compartilhe essa notícia:


Segundo o levantamento da Rio Film Commission, de janeiro a maio, a cidade do Rio contabilizou 3.551 horas de gravações cinematográficas, o que significa um aumento de 90% em relação ao mesmo período do ano passado. Isso inclui videoclipes, longas-metragens e filmes publicitários, totalizando 143 produções em estúdios cariocas.

Também é possível ver na pesquisa os bairros mais procurados pelas empresas de cinema na hora de realizar suas produções na cidade. O locais mais procurados são o Centro, além do Flamengo, Barra, Copacabana e Santa Teresa. A Zona Sul é a área mais retratada, com 113 produções e 1.224 diárias.

A chegada de um escritório da Amazon Studios também está dando impulso às produções em solo carioca. Em 2022, a Amazon foi a plataforma de streaming que mais filmou no Rio, tendo um total de sete produções. Em seguida vêm Globoplay (cinco), Netflix (dois) e Star+, com destaque para a série “How to Be a Carioca”, que em cada episódio mostra como os visitantes estrangeiros devem se comportar para viver como um verdadeiro morador do Rio.


LEIA TAMBÉM:

Vídeo, no Rio, mostra pânico com jubarte, baleia dócil

Theatro Municipal tem ópera de Mozart nesta semana

Rio reduz circulação de 8,1 bilhões de sacolas plásticas


RioFilmes investe R$ 55 milhões

Em março, a RioFilmes, órgão da Secretaria de Governo e Integridade Pública da Prefeitura, responsável por apoiar, facilitar e atrair ao município produções audiovisuais, lançou o maior investimento em audiovisual da história da cidade. Por meio de editais, serão injetados no setor ao longo do ano um total de R$ 55 milhões. O valor é quase 2 vezes maior que o registrado no ano de 2021.

O órgão também promete acelerar os estudos para a implantação do Distrito Criativo Carioca, entre a Barra e Jacarepaguá. Além disso, o Polo Cine Vídeo promete ser peça fundamental do projeto, com modernização dos estúdios já existentes e construção de novos, todos com infraestrutura de última geração.


/