Reviver Centro terá empreendimento próximo ao Porto Maravilha | Diário do Porto

Imóveis

Reviver Centro terá empreendimento próximo ao Porto Maravilha

Segundo edifício residencial do programa do Reviver Centro ficará próximo ao Porto e terá vista privilegiada para a Baía de Guanabara

17 de setembro de 2021


Futura localização do primeiro edifício do Reviver Centro próximo ao Porto (divulgação)


Compartilhe essa notícia:


O Reviver Centro terá seu primeiro empreendimento residencial nas proximidades da Região Portuária. Segundo O Globo, dois casarões da Rua do Acre, esquina de Beneditinos, serão derrubados para dar lugar a um moderno prédio de 21 andares. De acordo com a reportagem, serão construídos 119 apartamentos, de 32 a 55 metros quadrados, sete por pavimento e todos com varanda. E com direito à rooftop – cobertura com espaço de lazer – com vista para a Baía de Guanabara. O AKKO, da Construtora Engeziler, ficará a cerca de 250 metros do Museu do Amanhã e na vizinhança da Região Portuária

Nesta sexta-feira, a Prefeitura anunciou o primeiro empreendimento que fez uso dos incentivos fiscais e tributários concedidos pelo Reviver Centro, programa que tem como objetivo a revitalização e adensamento habitacional da região central. Com 122 unidades de um e dois quartos, além de apartamentos do tipo studio, o Cores do Rio será erguido na Rua Irineu Marinho, número 52, nas imediações do Campo de Santana. O empreendimento terá assinatura da construtora W3 Engenharia. A incorporadora confirmou que, em breve, anunciará novos projetos na região.


LEIA TAMBÉM:

Bom roteiro de balé urbano para as ruas do Centro

Porto Maravilha terá novo empreendimento residencial

Victer: “O Rio não pode perder mais na Energia”


Reviver Centro tem grande procura

Secretário municipal de Planejamento Urbano, Washington Fajardo revelou que há um terceiro empreendimento próximo para ser aprovado. Segundo ele, a procura tem sido grande, por investidores e arquitetos, interessados em detalhes sobre a nova legislação.

Presidente da Associação de Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário (Ademi-RJ) e vice-presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon-RJ), Cláudio Hermolin acredita que o Centro é um dos lugares com maior potencial de valorização do Rio de Janeiro. “A instalação de empreendimentos residenciais na região faz total sentido. É um prazer ver que este projeto, muito discutido no poder Executivo, foi rapidamente abraçado pelo Legislativo e aprovado recentemente. E já colhemos frutos como o lançamento do Cores do Rio, da W3”, ressalta Hermolin.