Reviver Centro começa a recuperar o coração do Rio | Diário do Porto

Infraestrutura

Reviver Centro começa a recuperar o coração do Rio

Grupo de 200 homens do projeto Reviver Centro começou a trabalhar na Cinelândia e entorno, para melhoria da iluminação, limpeza de ruas, praças e monumentos

28 de abril de 2021
Centro do Rio está recebendo ações da Prefeitura para revitalizar a região, como melhorar iluminação pública na Cinelândia (Foto Marcos de Paula / Prefeitura do Rio)


Compartilhe essa notícia:


A paisagem urbana do centro histórico do Rio de Janeiro está ganhando novos ares. O Plano Urbano Reviver Centro desembarcou com uma força-tarefa de 200 funcionários da Prefeitura do Rio há duas semanas na Cinelândia, no coração da cidade. As equipes atuam na recuperação de postes de sinalização e da rede de iluminação pública, limpeza de ruas, praças e monumentos, restauração de calçadas, reforço no ordenamento urbano e abordagem e acolhimento à população em situação de rua.

As primeiras intervenções de gestão do espaço público prevista no plano acontecem na Praça Marechal Floriano (Cinelândia) e no trecho da Avenida Rio Branco do Passeio à Avenida Almirante Barroso. A Secretaria Municipal de Planejamento Urbano ainda não divulgou os próximos locais a receber as ações, mas adianta que as ações serão permanentes e não têm prazo para terminar.

reviver centro comlurb
Garis trabalham na poda de grama do canteiro do Boulevard Rio Branco (Foto: Mauricio Lobo / Comlurb)

De acordo com o secretário municipal de Planejamento Urbano,Washington Fajardo, além da gestão reforçada do espaço público, o Reviver Centro inclui um conjunto de projetos de lei enviado à Câmara dos Vereadores, que prevê, entre outras medidas, incentivos fiscais e edilícios e permissões de novos usos para fomentar a construção de moradias na área.

“O Reviver Centro tem dois aspectos. A parte da gestão do espaço público, que é a ação afirmativa da prefeitura para melhorar o espaço urbano, e os projetos de lei enviados à Câmara, com propostas de benefícios fiscais e edilícios para atrair novas moradias para a região. As ações do Reviver serão permanentes. Começamos pela Cinelândia, que foi a área piloto, mas ele vai expandir”, disse o secretário.

Ainda segundo Fajardo, o Centro do Rio, assim como toda a cidade, foi muito impactado pela crise econômica e pela pandemia do coronavírus. “Ele é o coração da Região Metropolitana do Rio, um território talhado para viver em função do trabalho. Sem os trabalhadores, ele se torna frágil”, comentou.

Além das propostas de leis que buscam atrair mais moradores, mais negócios e mais vida para a área, estão sendo estabelecidas diretrizes de gestão, qualificação e manutenção do espaço público e dos bens históricos. “Essas ações vieram para ficar”, complementou o secretário.

Reviver Centro
Reviver Centro ajuda na iluminação pública na Cinelândia (Foto Marcos de Paula / Prefeitura do Rio)

Veja as melhorias já realizadas pelo Reviver Centro

A ação na Cinelândia é resultado da primeira reunião do Gabinete de Crise do Centro, criado pelo prefeito Eduardo Paes para discutir e planejar ações de revitalização da área central. Formado por membros de secretarias e órgãos municipais, associações de moradores, comerciantes e instituições representativas da área, pretende contornar a degradação urbana, ambiental, social e econômica da região.

O trabalho envolve as equipes das secretarias de Planejamento Urbano,Conservação, Ordem Pública, Infraestrutura e Assistência Social, das empresas públicas Comlurb, Rioluz, CET-Rio, da Guarda Municipal e da Subprefeitura do Centro e Gerência Executiva Local. Confira as intervenções já realizadas:

Iluminação pública é reforçada

Para melhorar a iluminação da Cinelândia e do Boulevard Rio Branco, o trecho recebeu o reforço de 172 luminárias de LED pelo programa Luz Maravilha. A Rioluz também realizou melhorias na rede elétrica e nos postes da área, além de serviços de manutenção, acabamento e limpeza dos equipamentos de iluminação pública.

A sinalização gráfica vertical, horizontal e semafórica da Avenida Rio Branco também passou por melhorias, realizadas pela CET-Rio. Ainda estão previstas a substituição de 27 placas, a recuperação de outras 10, além da retirada de 6 postes de sinalização e a implantação de 1 novo poste na área. Também serão repintadas seis travessias de pedestres na região.

reviver centro cinelandia
Garis reforçam a limpeza na Cinelândia (Foto: Mauricio Lobo / Comlurb)

Trabalho intenso dos garis da Comlurb

Em oito dias de trabalho na Cinelândia e arredores, garis da Comlurb removeram 58 pichações e 104 propagandas irregulares afixadas em postes, pintaram 32 postes de ferro e limparam 47 ralos. Além disso, varreram, capinaram e fizeram roçada mecanizada em 62.059 metros quadrados de espaços públicos, de onde removeram 3,92 toneladas de resíduos.

O trabalho incluiu ainda lavagem, sanitização e jateamento das calçadas da Cinelândia e das escadarias da Câmara de Vereadores e do Teatro Municipal, a varrição da ciclovia e o jateamento hidráulico de quatro monumentos. Os garis efetuaram também a instalação, reposição, lavagem e manutenção de papeleiras, sendo que 60 cestos foram substituídos.

Um total de 120 árvores foram podadas, e outras três foram removidas, além do reparo e pintura em 38 golas de árvores. A equipe de manutenção de praças da Comlurb fez ainda a pintura e o reparo nas estruturas metálicas de 49 bancos que foram pintados e envernizados, e reparos, com reposição de ripas de amendoeira retiradas durante as operações de podas de árvores na cidade, em outros 32 bancos.

Limpeza e manutenção de monumentos

Reviver Centro
Trabalho dia e noite para ordenamento do centro urbano (Foto Marcos de Paula/Prefeitura do Rio)

Dentro do projeto de revitalização do Centro, a Secretaria Municipal de Conservação executou a manutenção e limpeza de seis monumentos (bustos de Getúlio Vargas, Paulo de Frontin, Juscelino Kubitschek e Francisco Serrador, além das esculturas Pax e Ao Nunca Mais).

O órgão também atuou na recuperação da pavimentação em pedras portuguesas, paralelepípedos e piso intertravado de concreto dos logradouros da área, além de fazer a reposição de piso podotátil. A secretaria realizou ainda o reassentamento de frades de concreto, a recuperação de golas de árvores, a remoção de um totem de concreto em desuso, a limpeza de caixas de ralo e ramais de drenagem; o renivelamento de grelhas de ralo e o assentamento de tampas de concreto dos logradouros da área.

Comércio irregular e pessoas em situação de rua

A segurança da região foi reforçada pela Secretaria de Ordem Pública, que intensificou a presença da Guarda Municipal no trecho. Os guardas estão atuando ainda sobre o ordenamento urbano do comércio irregular e ilegal. Um contingente de 25 agentes em quatro viaturas foi destinado exclusivamente para o projeto.

Trabalhando diariamente na abordagem da população em situação de rua na cidade desde o início do ano, a Secretaria Municipal de Assistência Social intensificou ainda mais as ações no Centro do Rio. Batizado de Acolhe Centro, o trabalho, iniciado em 12 de abril, passou a ser feito 24 horas por dia na área, sobretudo na Cinelândia, que concentra grande parte da população vulnerável.

Em 12 dias de atuação, as equipes multidisciplinares da SMAS já haviam totalizado 1.241 atendimentos na área, 293 encaminhamentos, 52 acolhimentos, além de distribuição de 374 lanches, 293 águas e 408 máscaras na região.


 

LEIA TAMBÉM:

Sebrae Rio: faturamento caiu para 79% das empresas

Fecomércio RJ apoia lojistas em vendas pela internet

Compra de imóveis tombados ganha incentivo da Alerj