Resort em Maricá planeja água de reuso | Diário do Porto

Turismo

Resort em Maricá planeja água de reuso

Maricá tem proposta de megaempreendimento turístico de empresa espanhola. Projeto de saneamento tenta derrubar resistência de ambientalistas

31 de março de 2021
O projeto em Maricá promete o conceito smart city, unindo moradores, turistas e visitantes (Foto: projeção do resort / Divulgação)


Compartilhe essa notícia:


O projeto Maraey, resort previsto para ser implantado em Maricá, a 45 km do Rio, quer se tornar o principal empreendimento turístico-imobiliário sustentável do país. Para isto, nesta semana, anunciou que vai tratar todo o esgoto gerado no complexo com tecnologia terciária, que transforma o efluente em água de reuso.

Com o investimento estimado em R$ 11 bilhões, o projeto do resort promete gerar 36 mil empregos. A aposta no modelo de saneamento, considerado o mais eficiente do país, é uma forma de tentar vencer as resistências de movimentos ambientalistas e sociais que se opõem ao projeto.

Em seu braço turístico, o empreendimento prevê 4 hotéis 5 estrelas, podendo receber, em média, 300 mil turistas por ano. O resort também pretende investir no conceito Smart City, com serviços integrados como escola, hospital, universidade de hotelaria, shopping e negócios, além de inúmeras atividades de lazer e esportivas.

Resort promete sustentabilidade

O empreendimento projeta reaproveitar a água proveniente das estações de tratamento de esgoto (ETEs) do complexo. O sistema estima produzir cerca de 60 litros por segundo de água de reuso, o que possibilitaria a irrigação de uma área aproximada de 380 mil m². O efluente proveniente das ETEs, após tratamento, será utilizado nos sistemas de irrigação de jardins nas áreas comuns e públicas dentro do empreendimento.

Como a Maraey quer reutilizar o esgoto em Maricá:

Maricá - Resort Maraey
Ilustração do uso do esgoto: Reprodução/ Maraey

“O saneamento básico é importantíssimo para o desenvolvimento sustentável. Sabemos que a água é um recurso finito e temos a preocupação e o compromisso de fazer o uso responsável deste recurso, sobretudo em Maricá. Temos o compromisso de eliminar o uso de água potável para manutenção do seu paisagismo. Esse modelo de sustentabilidade é um conceito do projeto de convivência harmônica, entre o patrimônio natural e a presença de pessoas (moradores, turistas e visitantes) na região”, afirma Luciana Andrade, diretora de Sustentabilidade de Maraey.

O empreendimento, que conta com capital de empresas da Espanha, ainda depende de licença para a sua construção, junto ao Instituto Estadual do Ambiente (Inea). Só após a liberação será permitido o início das obras de infraestrutura.


LEIA TAMBÉM

Executiva da L´Oréal deseja “vacinação e simplificação tributária” ao Brasil

Segunda Páscoa da pandemia será melhor para comércio

Isolamento inclui restrição a exercícios em áreas abertas