Receita da Companhia Docas cresceu 14,5% em 2019 | Diário do Porto


Navegação

Receita da Companhia Docas cresceu 14,5% em 2019

Faturamento cresceu R$ 64 milhões. A Companhia Docas do Rio de Janeiro administra os portos do Rio de Janeiro, Itaguaí, Niterói e Angra dos Reis

27 de dezembro de 2019

Movimento de contêineres no Porto do Rio registrou aumento de 31,8% nos dois primeiros meses de 2022 (Tania Rêgo/Agência Brasil)

Compartilhe essa notícia:


A Companhia Docas do Rio de Janeiro (CDRJ) encerra 2019 com um recorde: crescimento de 14,5% na receita. O faturamento de mais de R$ 500 milhões é uma façanha inesperada para um ano ainda marcado pela crise econômica do país. A CDRJ é a Autoridade Portuária que administra os portos do Rio de Janeiro, Itaguaí, Niterói e Angra dos Reis.

Segundo a Gerência de Inteligência de Mercado e Estatística da companhia, o faturamento foi superior ao ano de 2018 em R$ 64 milhões. Os dados também incluem projeções para o mês de dezembro.


LEIA TAMBÉM:

No Pier Mauá, transatlânticos trazem 10 mil para a virada

As 50 boas novas de 2019 para o Porto Maravilha

VLT: mais de 22 milhões de passageiros em 2019


Só no Porto de Itaguaí, o percentual de acréscimo do faturamento foi de 26,7%. A alta foi puxada pelo crescimento da movimentação da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), combinado com a elevação do preço do minério e do dólar. Outro fator determinante foi a movimentação de mais de 660 mil toneladas de granéis sólidos pelo terminal da Sepetiba Tecon, uma novidade deste ano.

Para Francisco Antonio de Magalhães Laranjeira, diretor-presidente da CDRJ, “a estimativa para o ano de 2020 é de que o ritmo de crescimento se mantenha a partir da busca constante de eficiência administrativa e melhoria dos processos”. Ações administrativas e judiciais ajudaram a companhia a reduzir o passivo em R$ 1 bilhão e os débitos herdados da antiga Portobrás.


/