Rádio MIS RJ traz a Época de Ouro da MPB para a internet | Diário do Porto


Música

Rádio MIS RJ traz a Época de Ouro da MPB para a internet

Programação da Rádio MIS RJ destaca a música popular brasileira principalmente entre os anos 30 e 50. Gravações, antes restritas, agora estão on-line

16 de maio de 2021

Pesquisadores da Rádio MIS RJ fazem programação 24 h por dia (foto: MIS RJ / Divulgação)

Compartilhe essa notícia:


Quem gosta da música popular brasileira e de sua história talvez já tenha desejado conhecer o acervo do Museu da Imagem e do Som do Rio de Janeiro (MIS-RJ). A boa notícia é que agora isso se tornou possível de qualquer lugar do mundo. Basta acessar o link da recém-criada  Rádio MIS RJ

Entre as preciosidades que a rádio on-line exibe estão obras da coleção de 18 mil discos que pertenceu à antiga Rádio Nacional, o mais importante veículo de comunicação do país na chamada Época de Ouro da música brasileira, entre os anos 30 e 50 do século passado. Esse foi o período da consolidação do samba, das marchinhas, de uma intensa criatividade no chorinho, da conquista dos centros urbanos pela música sertaneja e por vários estilos regionais, como o baião e o xote.

A programação é ininterrupta, 24 horas por dia em todos os dias, com gravações que podem ser ouvidas em qualquer computador ou celular. A qualidade do repertório, está atraindo ouvintes de vários Estados brasileiros e também do exterior, como dos Estados Unidos, Argentina, Canadá, Irlanda e de Portugal.

Gravações em acetato, LPs, fitas de rolo e outros suportes foram digitalizadas para a realização da transmissão pela internet. O presidente do MIS, Cesar Miranda Ribeiro, destaca que a Rádio MIS RJ é uma forma de popularizar o acervo do Museu.

“Mais do que audiência, estamos procurando difundir esse material maravilhoso que ficava mais restrito aos pesquisadores. Depois dessa fase inicial, queremos produzir programas com temáticas específicas a partir de levantamentos que estamos fazendo. Os funcionários do MIS estão muito empenhados na pesquisa, e estamos proporcionando essa democratização sem praticamente custo adicional”, afirma Ribeiro.

Um dos primeiros programas especiais da Rádio MIS é o “Frequência MIS”, com 16 episódios, sempre lançados às sextas-feiras, às 12h. A locução é de Aline Soares, historiadora responsável pelo Setor Educativo do MIS, e de Pedro Dias, músico, museólogo, responsável pelo Setor Sonoro da instituição.

Os episódios iniciais foram sobre o compositor carioca Lamartine Babo (1904-1963), mas outros grandes nomes serão apresentados, sempre com foco na vida e obra desses mestres da MPB. A preocupação em passar informação histórica também está presente nas notas que contam curiosidades dos artistas, intituladas “Folhetim MIS RJ”, lidas ao longo da programação.


LEIA TAMBÉM:

Polo Gastronômico no Porto fortalece bares e restaurantes

Revitalizar o Centro do Rio com mais moradores é saída para a crise

Rio de Janeiro e Cancún: os destinos mais desejados por brasileiros


/