PUC-Rio lança projetos de inovação e sustentabilidade tecnológica | Diário do Porto


Educação

PUC-Rio lança projetos de inovação e sustentabilidade tecnológica

Novo reitor da Puc-Rio, Padre Anderson Antonio Pedroso, quer estimular ideias e invenções entre os alunos da graduação

30 de junho de 2022

Estudantes terão suporte de laboratórios conjuntos e programas de pesquisa da universidade

Compartilhe essa notícia:


Um dia depois de assumir a reitoria da PUC-Rio, o Padre Anderson Antonio Pedroso preside, na manhã desta sexta-feira, 1 de julho, a entrega dois presentes para os estudantes: a pedra fundamental do Parque de Inovação da Gávea e o projeto Ecossistema de Formação e Inovação para a Sociedade Digital Inclusiva e Sustentável, ambos no campus da Gávea. As duas iniciativas têm apoio da Faperj e buscam estimular ideias e invenções entre os alunos.

O Projeto “Ecossistema de Formação e Inovação para a Sociedade Digital Inclusiva e Sustentável“, coordenado pelo professor Marcelo Gattass, do Instituto Tecgraf da PUC-Rio, busca gerar inovação combinando competências dos diversos Centros, Departamentos e Unidades Complementares da PUC. Para isso, se estrutura em torno de dois espaços: o InovaFab, para alunos de graduação, e o DH Lab. Também estão envolvidos a Agência de Inovação (AGI) e o Instituto Gênesis, pioneiro no desenvolvimento de startups em ambientes universitários cariocas.

Em complemento aos outros espaços de inovação da PUC, o projeto tem apoio direto da Reitoria e será aberto aos alunos de cursos de graduação que tenham uma ideia na cabeça e disposição para concretizá-la. No mês de julho, será aberto o primeiro período de inscrições para os interessados se candidatarem a receber o apoio.


Leia também:

Sebastião Salgado, no Museu do Amanhã, mostra a Amazônia

Senac RJ oferece 8.000 vagas em cursos gratuitos

Porto Maravilha recebe grafites no asfalto do Santo Cristo


Um dos diferenciais do novo laboratório será priorizar propostas que envolvam mais de um curso de graduação, estimulando o espírito universitário. Se um estudante de Engenharia, por exemplo, quiser desenvolver um equipamento urbano dentro do mote de “Cidades inteligentes e sustentáveis”, uma boa iniciativa pode ser convidar um colega do curso de Design para participar da criação.

Puc-Rio - Pasre Anderson
Padre Anderson Antonio Pedroso, novo reitor da universidade

O InovaFab, coordenado pelo decano do CTC e professor do Departamento de Engenharia Química e de Materiais, Sidnei Paciornik, será um espaço maker de 400 metros quadrados para uso de alunos de graduação da PUC. Terá área de coworking e diversos laboratórios específicos de fabricação com tecnologias como impressão 3D, Internet das Coisas (IoT), braço robótico, corte a laser e eletrônica vestível. Sua missão é estimular a transdisciplinaridade e a troca de linguagens e conhecimentos.

Os projetos de alunos de graduação serão selecionados a partir de editais internos e receberão recursos para desenvolvimento de protótipos. Os melhores deste “nível micro” receberão aporte adicional para gerar os chamados MVPs – Minimum Viable Products – Produtos Minimamente Viáveis, o “nível meso”. Desta forma, a inovação gerada pelos estudantes será apoiada para crescer em complexidade e viabilidade.

Já o DHLab, Digital Humanities Lab, também destinado aos níveis micro e meso de inovação, é mais voltado para cursos de pós-graduação. É coordenado pela professora Monica Herz e originalmente financiado pela Finep, visando trazer os conhecimentos do mundo digital para alunos de pós-graduação, pesquisadores e professores da área de Humanidades. O espaço oferecerá oficinas e workshops, com equipamentos modernos para propiciar a experiência da digitalização a pessoas com formação em Ciências Humanas e Sociais.

Os projetos aprovados podem seguir para obter apoio de outras duas importantes unidades do ecossistema de invenções da PUC-Rio. O primeiro é a Agência de Inovação, coordenada por Bruno Feijó e responsável pela gestão da Política de Inovação da PUC-Rio. O outro é o Instituto Gênesis, já no nível macro de criação de starups e de incubação de empresas, dirigido por João Gabriel Hargreaves.

Ao lado da pedra fundamental do Parque de Inovação da Gávea será colocada uma cápsula do tempo, contendo uma Carta do Futuro e lembranças do noticiário e fotos atuais, que deverá ser aberta nas comemorações do centenário da PUC-Rio, em 2040.

 

 


/