Programa Brasil Mais do Sebrae entra na 3º fase no Rio | Diário do Porto


Empreendedorismo

Programa Brasil Mais do Sebrae entra na 3º fase no Rio

Iniciativa do Sebrae contemplará 725 micro e pequenos empreendedores do segmento de comércio e serviços do Rio de Janeiro

25 de outubro de 2021

Lembrancinhas e roupas lideram ranking de presentes que os fluminenses pretendem dar para amigos e familiares no Natal (Agência Brasil/ Fernando Frazão)

Compartilhe essa notícia:


O Brasil Mais, programa gratuito criado pelo Sebrae para aumentar o faturamento e reduzir os custos das micro e pequenas empresas, está com inscrições abertas até o dia 1 de novembro. No Estado do Rio de Janeiro, 74% dos pequenos negócios são ligados aos setores de comércio e serviços. Nesse ciclo, o terceiro, serão atendidas 725 micro e pequenas empresas ligadas a esses segmentos. Desse total, mais da metade das vagas já foram preenchidas. O programa terá duração de quatro meses e as inscrições podem ser feitas pelo site: https:www.conteudos.rj.sebrae.com.br/lp-captura-brasil-mais.

As empresas serão acompanhadas por uma equipe de agentes locais de inovação, que irão identificar necessidades e apontar soluções para o desenvolvimento dos negócios. As consultorias são realizadas em modelo híbrido (presencial ou on-line). Nos dois primeiros ciclos foram atendidas mais de 1,2 mil empresas. Até o fim de 2022, a meta é atender 3,3 mil pequenos negócios do Estado do Rio de Janeiro.

“Estamos muito satisfeitos com a performance que as empresas participantes tiveram nesse período. Programas como o Brasil Mais ajudam a promover a sustentabilidade do negócio, tendo em vista que as micro e pequenas empresas são responsáveis por 50,45% dos empregos gerados e por 39,34% da massa salarial do nosso estado”, reforça Ana Lucia Lima, gerente de Projetos do Sebrae Rio.

Programa do Sebrae tem alto índice de satisfação

Noventa e três por cento das empresas participantes têm uma satisfação extremamente positiva com os resultados alcançados e mais de 80% recomendariam a participação no programa. Durante os quatro meses, as empresas passam por sete fases distintas: identificação e priorização dos problemas; execução do plano de ação; execução do plano de implantação da solução; mensuração do indicador de produtividade; desenvolvimento do protótipo da solução; testagem e validação do protótipo da solução com os clientes; e resultado do radar.


LEIA TAMBÉM:

Descaso do Governo Bolsonaro ameaça Cais do Valongo

STF dá vitória ao Rio em disputa por royalties de petróleo

Águas do Rio é a nova estrela do Porto Maravilha