Prêmio Espírito Público 2021 anuncia vencedores em todo Brasil | Diário do Porto


Inovação Social

Prêmio Espírito Público 2021 anuncia vencedores em todo Brasil

Realizado desde 2018, o Prêmio Espírito Público já reconheceu o trabalho de 55 servidores dedicados à promoção de serviços públicos de qualidade no País

17 de dezembro de 2021

Cerimônia destacou profissionais públicos nas categorias Pessoas, Equipes e Instituições que Transformam (Fotos: divulgação)

Compartilhe essa notícia:


A profissional pública Rosangela Pereira da Silva, do Rio de Janeiro, foi o destaque em Assistência Social do Prêmio Espírito Público de 2021. Em seu quarto ano de existência, essa é a primeira vez em que essa área integra o Prêmio, na categoria Pessoas que Transformam. Também foi inédita a votação popular que escolheu como destaque em Instituições que Transformam a Epagri (Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural), de Santa Catarina, por seus trabalhos em Segurança Alimentar.

A cerimônia do Prêmio Espírito Público, o maior do País dedicado à valorização dos servidores e do serviço público, foi realizada de forma híbrida, com apresentação emocionada de Elisa Lucinda, atriz, cantora e poetisa. Para assistir, basta acessar o link.

A atriz Elisa Lucinda apresentou a cerimônia de premiação (divulgação)

Ainda na categoria Pessoas que Transformam, houve mais quatro eixos homenageados. Em Gestão de Pessoas, o destaque foi Ladimir Freitas, de Minas Gerais. Em Saúde, Giane Moeckel Caetano, do Paraná. Em Meio Ambiente, a baiana Natália Coelho. E em Segurança Pública, a gaúcha Cintia Aires,.

Rosangela Pereira da Silva foi destaque em Serviço Social por sua trajetória no Rio, com atuação marcante no Centro Especializado de Atendimento à Mulher, na unidade Chiquinha Gonzaga, desde 2017. Ali consolidou o trabalho para a promoção da equidade de gêneros e proteção às mulheres que sofrem violência doméstica. Esse eixo também teve como vencedores Adriana Melo, da Paraíba, e Elder Gabrich, de Minas Gerais.

“Sou uma mulher negra, de origem humilde, e estou muito feliz e emocionada por ter sido homenageada pelo Prêmio Espírito Público. Quero agradecer a todos da minha equipe e dizer que esse prêmio honra a todos os servidores públicos”, afirmou Rosangela Pereira da Silva.

Rosangela Pereira da Silva foi destaque em Serviço Social pelo acolhimento as mulheres vítimas de violência doméstica (divulgação)

“Agradeço a todos os organizadores desse evento que busca valorizar o ser humano. Na medida em que o colocarmos no centro das preocupações, nós vamos mudar esse País. Agradeço muito a todos meus colegas de trabalho que acreditam que fazer o bem e uma gestão responsável, vale a pena, transforma”, declarou Ladmir Freitas, destaque em Gestão de Pessoas.


LEIA TAMBÉM:

Alerj suspende licença para obras no Santos Dumont

RJ receberá R$ 332,9 bi em investimentos até 2024

Instituto Coalizão Rio é oficialmente fundado


A categoria Equipes que Transformam, que neste ano premiou as iniciativas em Educação, teve em Maria das Graças Pinho Coimbra a representante do Programa Escola Digna, no Maranhão. Desde 2015, o programa já construiu 79 centros de educação integral, atendendo cerca de 15 mil estudantes. Mais de 300 escolas foram reformadas e 92% das crianças e adolescentes com deficiência foram incluídas em classes regulares. De 2013 a 2019, o Ideb da rede estadual subiu de 2,8 para 3,7 e o índice de aprovação no Enem e demais vestibulares alcançou os 72%.

Na categoria Instituições que Transformam, o vencedor em votação popular foi a Epagri (Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de SC), que trabalha para a capacitação do produtor rural e sua fixação no campo, em um Estado em que 80% das propriedades são de agricultura familiar. Os cursos da Epagri capacitaram 2.468 jovens entre 2012 e 2019. Durante a pandemia, a empresa criou atendimentos on-line, chegando a 198 cursos e 14,6 mil inscritos em seus canais.

Programa Escola Digna, do Maranhão, foi vencedor na categoria Equipes que Transformam em iniciativas de  Educação (divulgação)

Prêmio valoriza trajetórias do setor público

Desde sua primeira edição, realizada em 2018, o Prêmio Espírito Público reconheceu o trabalho de 55 servidores em todas as regiões do país.

A iniciativa é realizada pela Parceria Vamos e apoiada pela Fundação Lemann, Instituto humanize e República.org, organizações da sociedade civil que atuam no fortalecimento das lideranças do setor público e do terceiro setor.

Além dos prêmios em dinheiro, de R$ 5 mil para os servidores e R$ 15 mil para a equipe, os vencedores poderão participar de uma imersão em gestão pública. Os premiados também irão integrar uma rede exclusiva, formada pelos ganhadores do Prêmio nas três edições anteriores.

Guilherme Coelho, do República.org, disse que a realização do Prêmio Espírito Público é o reconhecimento aos servidores públicos dado pelas mais de vinte instituições que o organizarm. “Acreditamos que os governos importam e são as pessoas que fazem os governos. Vendo o exemplo desses profissionais públicos hoje homenageados, temos a certeza de que a vida vai melhorar. Vocês são inspirações para um país melhor”, enfatizou.


/