Prêmio Engie Brasil de inovação levará startup a Paris | Diário do Porto


Geral

Prêmio Engie Brasil de inovação levará startup a Paris

O vencedor do Prêmio Engie Brasil de Inovação 2018, a ser anunciado no Museu do Amanhã, vai ganhar uma viagem a Paris para apresentar seu projeto em evento mundial. As inscrições já estão abertas para ideias alinhadas com os objetivos de sustentabilidade da ONU.

28 de março de 2018

Maurício Bähr, CEO da Engie Brasil, na premiação de 2017 (divulgação)

Compartilhe essa notícia:


Se você tem uma boa ideia para aproximar o Brasil dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas, pode embarcar com ela para Paris. O Prêmio Engie Brasil de Inovação está com as inscrições abertas para projetos de Inovação Social e Transição de Energia. É destinado a start-ups, empreendedores e instituições com soluções que gerem impacto positivo para a sociedade e contribuam para os Objetivos da ONU. O prêmio será entregue no Museu do Amanhã em 2 de maio, e o vencedor apresentará seu projeto no evento global, na França.  

Maurício Bähr, CEO da Engie Brasil, na premiação de 2017 (divulgação)

A edição 2018 é diferente das anteriores, mais ligadas a soluções em energia elétrica, eficiência energética e cidades inteligentes (iluminação pública, controle de tráfego etc). Este ano, o link do Prêmio Engie é com o desenvolvimento sustentável de forma mais ampla. A Engie, maior geradora de energia elétrica no Brasil, tem interesse especial em projetos de água e saneamento, que podem ser usados em compensações de instalação de usinas hidrelétricas, assim como infraestrutura e serviços energéticos sustentáveis a custo acessível.

Com a sede de sua holding no Centro do Rio, a empresa está presente em todo o país. No Rio, montou o centro de operações de tráfego da prefeitura e opera câmeras de monitoramento, além do sistema operacional. Em Niterói, tem sistema de semáforos inteligentes, com câmeras medindo o fluxo de carros para acionar os sinais. No Túnel Charitas-Cafubá, controla até a emissão de CO2. A energia renovável do VLT Carioca também é fornecida pela Engie.

Estes são os objetivos da ONU, que devem ser observados pelos candidatos ao Prêmio Engie 2018:

  • Promover a saúde e o bem-estar da população, independente de faixa etária;
  • Garantir o acesso de todos a serviços de água e saneamento geridos de forma sustentável;
  • Garantir o acesso de todos a serviços energéticos confiáveis, sustentáveis ​​e modernos a um custo acessível;
  • Construir uma infraestrutura resiliente, promovendo a industrialização sustentável que beneficia a todos e incentivando a inovação;
  • Garantir que as cidades e os assentamentos humanos sejam inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis;
  • Estabelecer padrões sustentáveis ​​de consumo e produção;
  • Tomar medidas urgentes para combater as alterações climáticas e seus impactos;

O projeto vencedor do Prêmio Engie poderá firmar parceria com a empresa para ser implementado no Brasil. O foco é em serviços e soluções, que incluem eficiência energética  e geração solar em residências, edifícios comerciais ou empresas. “O prêmio Engie Brasil 2018 é uma ponte aberta pela companhia para uma nova abordagem de inovação.

A Engie busca startups e instituições para construir em conjunto as soluções de energia do amanhã, permitindo que empreendedores proponham projetos dentro do conceito de inovação social, com benefícios para a todos”, disse Maurício Bähr, CEO da empresa. O foco, segundo ele, é buscar projetos mais eficientes, inteligentes e sustentáveis em prol do bem estar da população, assim como “criar novos negócios para a companhia.”

O projeto selecionado subirá ao palco do Engie Innovation Week 2018, em Paris, ainda em maio, com passagem e hospedagem custeadas pela companhia. As inscrições para Prêmio Engie Brasil de Inovação 2018 encerram-se em 14 de abril. Veja o regulamento.

 

 


/