Prefeitura libera 250 rodas de samba até o fim de 2019 | Diário do Porto


Evento

Prefeitura libera 250 rodas de samba até o fim de 2019

As rodas de samba poderão contar com feiras para expor e vender produtos audiovisuais, fotográficos, gastronômicos, de moda e artesanato

4 de agosto de 2019

Roda de samba, um patrimônio cultural do Rio (Foto: Rede Carioca de Rodas de Samba)

Compartilhe essa notícia:


Até dezembro deste ano, cerca de 250 rodas de samba estão previamente autorizadas a funcionar na cidade do Rio, sem necessidade de obter alvará na Prefeitura. Uma Resolução nesse sentido foi publicada no Diário Oficial do Município, no último dia 2, com a lista dos eventos por vários bairros da cidade e programação ao longo dos meses.

Se você é um apaixonado pelas rodas de samba e quer organizar uma agenda para conhecer o maior número possível, veja ao final do texto os links para consultar no Diário Oficial quais são as já aprovadas, com os respectivos locais, horários e datas.

Mesmo com a liberação prévia, os organizadores das rodas devem confirmar seus eventos junto às superintendências regionais da Prefeitura, em sua região. Já as rodas que ainda não constam no calendário devem providenciar o alvará por meio do sistema Carioca Digital.

Segundo a secretaria municipal de Cultura, Mariana Ribas, as rodas de samba são uma tradição carioca que movimentam a economia criativa em todas as regiões da cidade. “O samba é o maior patrimônio cultural do Rio e as rodas devem ser valorizadas e incentivadas”, afirma a secretária.


LEIA TAMBÉM:

Secretário Otavio Leite anuncia o Salão do Turismo

Mondial de la Bière já esgota ingressos para o 3º dia

Aeroporto Santos Dumont terá obras de 24/8 a 21/9


Para incentivar a atividade, a Prefeitura se comprometeu com os produtores a diminuir a burocracia. Ao mesmo tempo, a Resolução publicada no Diário Oficial traz uma série de regras para padronização e organização dos espaços, de forma a reduzir os transtornos para os moradores vizinhos aos eventos e possibilitar um maior controle da fiscalização.

Além da estrutura para a realização dos shows, os produtores poderão utilizar até 100 mesas com 4 cadeiras cada e organizar o Circuito do Empreendedor do Samba Carioca, com até 30 barracas autorizadas a expor e vender produtos audiovisuais, fotográficos, gastronômicos, de moda e artesanato.

Os organizadores do evento devem enviar uma lista com, no máximo, 40 nomes de expositores indicados para compor o Circuito, em até 45 dias após a publicação da resolução. Os expositores serão credenciados pela Coordenação de Feiras da Secretaria Municipal de Emprego, Desenvolvimento e Inovação.

A estrutura dos eventos será padronizada e contará com cobertura de lona ou tenda, aparelho de sonorização, palco praticável, gerador, grades de proteção e banheiros químicos. Os custos, assim como a montagem e desmontagem dos equipamentos e da estrutura, serão de total responsabilidade dos produtores das rodas de samba.

A íntegra da Resolução e a lista das rodas de samba podem ser consultadas nos links a seguir:

http://doweb.rio.rj.gov.br/portal/visualizacoes/pdf/4231#/p:30/e:4231?find=rodas%20de%20samba

http://doweb.rio.rj.gov.br/portal/visualizacoes/pdf/4231#/p:36/e:4231?find=rodas%20de%20samba

http://doweb.rio.rj.gov.br/buscanova/#/p=1&q=rodas%20de%20samba&di=20190802&df=20190802


/