Prefeitura investirá R$ 2 milhões em obras na Orla Conde | Diário do Porto


Urbanismo

Prefeitura investirá R$ 2 milhões em obras na Orla Conde

Cdurp contratará empresa para consertos de danos na Orla Conde. O DIÁRIO DO PORTO mostrou 43 buracos no trecho e problemas que trazem riscos aos pedestres

12 de novembro de 2021

Prefeitura lança concorrência para consertar buracos da Orla Conde (Foto: DIÁRIO DO PORTO)

Compartilhe essa notícia:


Atualizada em 16/11/21

Prefeitura do Rio lançou licitação para a recuperação dos 3,5 km da Orla Prefeito Luiz Paulo Conde, no Porto Maravilha. A contratação dos serviços será feita pela Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto do Rio de Janeiro (Cdurp) e as obras, estimadas em R$ 2 milhões, devem começar neste ano. Em setembro, o DIÁRIO DO PORTO publicou reportagem mostrando 43 buracos no calçamento da Orla; 14 espaços de árvore vazios; cinco afundamentos; uma caixa ou bueiro sem tampa e uma raiz de arbusto rompendo o piso. Havia também inúmeros outros danos, como placas de piso rachadas e irregularidades e elevações menores no solo, com potencial de causar acidentes em pedestres.

Depois da reportagem, a Cdurp informou que estava preparando a licitação, que agora foi lançada. Serão recuperados calçadas, praças e vias de serviço do Boulevard Olímpico em toda sua extensão; o paisagismo será recomposto; e mais de 300 novos balizadores serão instalados para coibir a circulação de veículos na Orla – principal causador dos danos no piso.

A Cdurp e o VLT também estudam uma forma de atender as mais de 2.000 pessoas que acessam diariamente o edifício Aqwa Corporate. Atualmente, para conseguir usar o VLT no sentido do Centro, os funcionários e visitantes têm que ir até o final da linha, na Rodoviária e fazer a baldeação, ou então usar o serviço de carrinhos elétricos disponibilizado pelo edifício para transporte até a estação Parada dos Navios. Já há um estudo para a implantação de uma transferência da linha do VLT na própria estação em frente ao Aqwa, mas ainda não há prazo para ser implantada.


LEIA TAMBÉM:

Alerj alerta para risco de falência do Galeão

CCBB RJ lança plataforma para visita virtual

Catamarã limpa águas no entorno do Museu do Amanhã


DIÁRIO DO PORTO mostrou os problemas na Orla Conde

Corredora desvia de um dos 43 buracos na Orla Conde (foto: DIÁRIO DO PORTO)

O presidente da Cdurp, Gustavo Guerrante, disse que em 2021 a Prefeitura voltou a fazer a manutenção da Orla por meio da Secretaria Municipal de Conservação. Agora, a licitação dará início à ação definitiva de recuperação de danos que se acumularam ao longo dos últimos anos.

“Foram anos em que a gestão anterior não prestou atenção no Porto Maravilha. Não era uma prioridade. E é natural que o ambiente público se deteriore sem a devida manutenção. O que estamos lançando agora é uma contratação de empresa especializada para dar à Orla Conde o devido cuidado. É um espaço novo da cidade, repleto de equipamentos culturais onde antes havia a sombra de um viaduto. É um marco importante e exemplo da cidade que queremos para o futuro”, afirma Guerrante.

Uma vez iniciadas as intervenções, a expectativa é entregar a Orla renovada à população em quatro meses. Finalizado o trabalho  haverá novo contrato de manutenção do espaço. O contrato será gerenciado pelo corpo técnico da Cdurp, empresa da Prefeitura responsável pela revitalização do Porto.

Os números da reforma na Orla Conde

210 novas árvores plantadas

1.500 m² de granito recompostos

3.000 m² de paisagismo recuperados

300 novos balizadores instalados

3.243 m² de vias de granito substituídas por pavimento de concreto intertravado (mais resistente)

Buraco onde deveria haver uma árvore no Boulevard Olímpico (foto: DIÁRIO DO PORTO)

/