Portugal discute como desenvolver economia marítima no Rio | Diário do Porto


Economia

Portugal discute como desenvolver economia marítima no Rio

Evento realizado em Portugal buscou discutir e viabilizar novas oportunidades no Rio para negócios ligados ao mar, como pesca e aquacultura

23 de junho de 2022

Antonio Florencio de Queiroz Junior aponta que a economia do mar pode transformar o país (Foto: Fecomércio/Divulgação)

Compartilhe essa notícia:


O Global Innovation Summit, realizado em Lisboa, teve o objetivo de discutir propostas para desenvolver a economia marítima do Estado do Rio, tendo Portugal como parceiro e referência para os brasileiros. O evento contou com representantes da Fecomércio RJ, Sebrae Rio, Governo do Rio de Janeiro e outros atores que querem incrementar a cadeira produtiva do mar.

Na abertura do workshop dedicado ao Rio de Janeiro, o presidente da Fecomércio RJ, Antônio Florêncio, falou da importância da iniciativa de se discutir a economia marinha. “A economia do mar é uma força produtiva que pode transformar o país. Investindo e viabilizando novas oportunidades locais estamos investindo em qualidade de vida e renda, tendo o mar como agregador. O brasileiro tem o DNA Marítimo”, ressaltou o presidente da instituição que atua em apoio a trabalhadores e empresários do Rio.


LEIA TAMBÉM:

UFRJ aprova cotas nos cursos de pós-graduação

Projeto da Alerj para recuperar o Centro agora é lei

AquaRio, no Porto Maravilha, promove festa junina gratuita


A União entre o Rio e Portugal

De acordo com o gerente do Sebrae Rio, Renato Regazzi, Portugal pode ser a grande referência para o Brasil nessa área. “A chamada Economia Azul faz parte da ação estratégica do Sebrae Rio com objetivo de inserir e apoiar pequenos empresas na cadeia produtiva. Esse é o momento propício para acelerar clusters marítimos, organizando governanças nos municípios com os diversos setores envolvidos”, afirmou o gerente do serviço que apoia as micro e pequenas empresas no Rio.

O superintendente de Desenvolvimento Econômico Sustentável, João Leal, aproveitou para divulgar e convidar os portugueses para o maior evento de pesca do Brasil, a Primeira Feira de Pesca e Negócios do Mar, em setembro, em Parati. “Esperamos que, no ano que vem, esse grande evento seja realizado em Portugal”, anunciou Leal.

Parati
Prefeito de Parati esteve presente no evento para lançar Primeira Feira de Pesca e Negócios do Mar (Foto: GIS/Divulgação)

/