Porto tem mural para indígenas da América Latina | Diário do Porto


Arte

Porto tem mural para indígenas da América Latina

Serão dez mosaicos em homenagem aos povos indígenas. Primeiro painel já foi instalado na Travessa do Liceu, próximo ao Morro da Conceição

17 de abril de 2021

Primeiro mural, localizado na Travessa do Liceu, já pode ser visitado (Bruno Bartholini/Divulgação)

Compartilhe essa notícia:


Uma intervenção artística com 10 painéis vai homenagear os povos indígenas originários da América Latina, na Saúde, Região Portuária. A obra “Murais do Abya Yala” será instalada na Travessa do Liceu, entre o Edifício A Noite e o acesso ao Morro da Conceição.

A primeira arte instalada, de John Souza e Natalia Reyes, é composta com diferentes técnicas de mosaico em cerâmica e conta um pouco da história dos Selk’nam: povo originário do sul da Argentina e do Chile.

 

Murais do Abya Yala
Primeiro painel já foi instalado (Foto: Bruno Bartholini/Divulgação)

 

O objetivo da dupla é criar uma linguagem que expresse a diversidade pelas cores nas múltiplas cerâmicas que compõem os murais. “As lutas destes povos são muito parecidas, muito similares. É a luta pelo território, pela terra, da resistência e da existência dos povos, uma luta por reconhecimento. Cada grupo tem uma particularidade, mas o propósito sempre bate nestes pontos”, conta John Souza, que é morador do Morro da Conceição“.

 

Mural dos Indígenas
Mural será composto de 10 painéis com mosaico (Foto: Bruno Bartholini/Divulgação)

Inspiração a partir da cultura indígena

O projeto nasceu a partir da intervenção artística relacionada à exposição “Dja Guata Porã – Rio de Janeiro indígena”, que aconteceu no Museu de Arte do Rio. Os artistas deram início a um trabalho colaborativo com seus alunos, que resultou na instalação da peca inspirada no mito indígena da “Cobra Grande”.

Segundo Natalia Reyes, foi a partir desse trabalho que surgiu a inspiração para o novo projeto. “Essa sementinha que o MAR plantou com a gente, nos inspirou a estender e criar esse projeto”, conta.

A próxima intervenção vai homenagear os indígenas Ofaye, que vivem no Mato Grosso do Sul.

 


LEIA TAMBÉM

Firjan-Sesi se une a movimentos sociais contra a fome

Crise fecha 90 mil pequenos negócios, diz Sebrae Rio

Fundação Parques e Jardins planta mais de 2 mil mudas no Rio

 


/