Porto será cenário de nova novela das nove da Globo | Diário do Porto


Indústria criativa

Porto será cenário de nova novela das nove da Globo

“Olho por Olho” terá Gamboa e Porto Maravilha como locações e cenários de núcleo de personagens. Região se tornou um verdadeiro estúdio a céu aberto

11 de janeiro de 2022

Porto e Gamboa serão locações de nova novela Global (Divulgação)

Compartilhe essa notícia:


Gamboa e Porto Maravilha serão cenários de “Olho por Olho” nova novela das nove da Globo. O trama de João Emanuel Carneiro terá no elenco nomes como Sophie Charlotte, Letícia Colin, Regina Casé, Simone Spoladore e Caio Castro. O início da preparação do elenco será em março. As gravações na região devem começar logo a seguir. A novela sucederá o remake global de “Pantanal”, megassucesso da extinta TV Manchete exibida no início dos anos 90. “Olho por Olho” tem estreia prevista para o segundo semestre, caso a pandemia não se agrave e adie os planos.

A novela deverá ter um núcleo de personagens ambientada no Porto, região que tem se tornado um verdadeiro estúdio a céu aberto com a flexibilização das medidas sanitárias da pandemia nos últimos meses. Quem frequenta o Boulevard Olímpico já se acostumou a ver equipes de filmagens de comerciais, curtas e longas metragens filmando por ali. O local é muito procurado também por influencers digitais, que fazem do Porto locação para gravação de vídeos ou publieditoriais de suas redes sociais.

Porto virou estúdio a céu aberto

Curioso é que quem tem a melhor e mais sofisticada estrutura de gravação no Porto é quem menos a utiliza. No início da pandemia, o Google suspendeu as atividades do Youtube Space, mega estúdio da plataforma inaugurado em agosto de 2017 no Armazém 1 do Pier Mauá. A ideia é que o espaço fosse utilizado por youtubers ou marcas para produzirem seus conteúdos para a plataforma de vídeos.

Porém, em pouco tempo o Youtube notou que suas estrelas preferiam continuar gravando materiais em casa ou nos locais em que estavam habituados. A pandemia foi a justificativa final para a suspensão das atividades no espaço de três mil m² que custou mais que os estúdios de São Paulo, Los Angeles, Nova York, Londres, Tóquio, Paris, Toronto, Mumbai e Berlim. O Google ainda não informou o que pretende fazer do espaço.


LEIA TAMBÉM:

Segmentos de negócio terão espaços temáticos no Rio Innovation Week

Centro Cultural Justiça Federal debate liberdade religiosa e democracia

Pixinguinha é o homenageado no Dia do Compositor do CCBB RJ