Portão 32: novo acesso ao Porto melhorou mobilidade | Diário do Porto


Portos

Portão 32: novo acesso ao Porto melhorou mobilidade

Inaugurado há seis meses, o Portão 32 do Porto reduziu o fluxo de veículos pesados nas ruas do Caju e do Porto. Operadores avaliam o impacto positivo

25 de abril de 2022

Portão 32 do Porto do Rio de Janeiro: menos tráfego pesado no Caju e no Porto Maravilha

Compartilhe essa notícia:


O Portão 32 do Porto do Rio de Janeiro, em seis meses, tornou-se o principal acesso rodoviário ao local, com 53% do total de veículos destinados aos terminais de contêineres. Com seu uso pelas transportadoras, a Companhia Docas do Rio de Janeiro (CDRJ) e a comunidade portuária apontam que o tráfego de caminhões e carretas no Centro e no Caju foi sensivelmente reduzido, melhorando a mobilidade urbana.

Construído para atender ao fluxo proveniente da Avenida Portuária – via expressa e exclusiva que viabilizou o acesso direto ao porto a partir da Avenida Brasil, na altura do bairro de Manguinhos – o novo Portão 32 registrou 8.452 acessos ao porto no mês de fevereiro, o último contabilizado. A informação é do superintendente de Gestão Portuária do Rio de Janeiro e Niterói, Leandro Lima.

“Com o Portão 32, uma grande quantidade de veículos de carga que chegava ao porto pela Avenida Brasil, passando pelo Centro da cidade, principalmente no período da manhã, passou a utilizar a Avenida Portuária e o novo portão”, ressalta o superintendente.

 


LEIA TAMBÉM:

Dia da Alegria: crianças de favelas em AquaRio, BioParque e Cristo

Sebrae ensina startups a captar recursos

Porto do Açu e Cubo Itaú vão estimular startups


O gerente geral de Operações da ICTSI Rio, Alexandre Macena, afirma que o Portão 32 reduziu o fluxo de veículos dentro do Caju, e a percepção dos usuários melhorou, pois as carretas não precisam mais entrar na cidade. “Hoje, o Portão 32 é o nosso principal acesso, com tecnologia de ponta e agilidade nos atendimentos, possibilitando o crescimento das operações portuárias sem a criação de gargalos do acesso terrestre”.

Para o Diretor Institucional da Triunfo Logística, Mário Meira, o Portão 32 representa uma melhor mobilidade para a cidade e traz ganhos significativos para o transporte modal. O gerente de Operação Portuária do Terminal de Trigo do Rio de Janeiro (TTRJ), Márcio Silva, destacou que os transportadores ganharam em rapidez e redução de custos, inclusive de manutenção dos veículos, que “deixaram de trafegar por ruas engarrafadas e repletas de quebra-molas”.

O Portão 32

Inaugurado em 19 de novembro de 2021, o novo Portão 32 fica no final da Rua General Sampaio, no Caju, e foi projetado para receber o tráfego da Avenida Portuária, dimensionada para o fluxo de 2.600 veículos por dia. A obra foi executada e custeada com recursos próprios da Docas do Rio.

O investimento foi de R$ 3,8 milhões, e o projeto executivo foi doado pelos terminais e operadores portuários. O acesso abrange uma área total de 9.368 metros quadrados, e as modernas instalações contam com quatro ‘gates’ reversíveis em dimensões suficientes para manobras dos caminhões e com tecnologia e automação para facilitar a dinâmica de entrada e saída do porto, com agilidade, organização e segurança, evitando filas.

 


/