Política para a população 'não-branca' no centro do debate | Diário do Porto


Educação

Política para a população ‘não-branca’ no centro do debate

Museu do Amanhã aborda o tema no Programa de Evidências das Culturas Negras desta quarta (26). Inscrições são gratuitas e podem ser feitas no site do Museu

25 de setembro de 2018



Compartilhe essa notícia:


Museu, visto da Orla Conde (Alexandre Macieira/Riotur)

A pouco menos de duas semanas para as eleições, a política se torna o tema também da terceira edição do programa Evidências das Culturas Negras deste ano no Museu do Amanhã. O evento será realizado nesta quarta-feira (26), a partir das 18h, no Observatório do Amanhã. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no site.

“Enquanto espaço que se pretende neutro, em pleno momento de definições eleitorais nas esferas estadual e federal, a proposta do encontro é explicitar comportamentos que impedem ou reduzem as possibilidades de representatividade e auto-representação da população negra (ou não-branca)”, explicam os organizadores.

A mesa de debates será composta por Babalawô Ivanir dos Santos, professor e doutor em História Comparada pela UFRJ, e Éle Semog, escritor e poeta, fundador e secretário executivo do Centro de Articulação de Populações Marginalizadas (CEAP) e pela jornalista Ana Paula Lisboa.

A última edição foi realizada em julho, com o tema negritude, cultura e seus desdobramentos. O último encontro do ano está previsto para novembro, com o objetivo de evidenciar a relevância das culturas negras que fundamentam os modos de ser e de estar de nossa sociedade.

Serviço:

Evidências das Culturas Negras

Data: 26 (quarta-feira)

Horário: 18h às 20h

Local: Observatório do Amanhã

Endereço: Museu do Amanhã – Praça Mauá, nº 1, Centro – Rio de Janeiro

 


/