Mobilidade

Patinetes elétricos chegam ao Porto. Primeiro passeio é grátis

Com parceria estratégica entre startups Grin e Rappi ajudam a melhorar a micro mobilidade na cidade. Patinetes podem ser acessados através de aplicativo

9 de janeiro de 2019

Compartilhe essa notícia em sua rede social:
Pé no patinete
Cariocas poderão acessar patinetes elétricos no Porto por aplicativo (Foto: Divulgação)

Uma parceria firmada entre as empresas GrinRappi promete unir micro mobilidade urbana com diversão no Porto do Rio. Cariocas podem acessar patinetes elétricos na região por meio dos aplicativos de smartphone da Grin e da Rappi. O custo é de R$ 3,00 para desbloqueio dos patinetes, e R$0,50 para os minutos rodados. Para estimular a experimentação do serviço, o primeiro passeio é grátis, até o limite de 10 minutos.

“Queremos ser o assistente pessoal de nossos usuários e facilitar seu cotidiano de todas as formas que pudermos. A aliança com a Grin promove negócios inovadores e nos permite gerar ainda mais impactos positivos na América Latina”, destaca Ricardo Bechara, diretor de expansão e co-fundador da Rappi no Brasil.

 


LEIA MAIS:

Feiras no Porto Maravilha: conheça as regras para expor

Rio redescobre Av. Marechal Floriano com Linha 3 do VLT

Fevereiro salgado: veja as novas tarifas de trens e barcas


Estações de patinete elétrico no Centro
O Centro do Rio já conta com várias estações que podem ser consultadas via aplicativo

De acordo com as duas empresas, a união surgiu através da mútua vontade de inovar de forma ecológica. O patinete elétrico é uma alternativa fácil de ser conduzida, silenciosa e prática, além de não emitir poluentes. No Rio de Janeiro, o novo modal de micro mobilidade já está disponível no centro da cidade.

“A Grin é a melhor alternativa para deslocamentos de curta distância, já que os patinetes elétricos são fáceis de conduzir, estimulam uma interação diferente com a cidade e, além de não emitir poluentes, ainda são silenciosas. Após a fusão com a RIDE, que operava em SP desde Agosto de 2018, estamos ampliando diariamente a frota de patinetes disponíveis,” revela Marcelo Loureiro, da Grin. “Além de um benefício adicional aos clientes finais da Rappi, também vamos potencializar relação com sua rede de parceiros comerciais, já que muitos deles se interessaram em hospedar uma Estação Virtual Grin” comenta.

Sobre as empresas

A Grin nasceu em 2018, no México, com o objetivo de criar uma comunidade dedicada a conectar pessoas de maneira simples e ecológica. Em outubro deste ano, anunciou a fusão com a brasileira RIDE, passo que viabilizou a expansão no Brasil. Com a parceria com a Rappi, a empresa ganha ainda mais velocidade de crescimento em novos países em toda América Latina.

A Rappi é um aplicativo de delivery de tudo que tem como objetivo ser o assistente pessoal dos seus usuários. A startup colombiana chegou ao Brasil em julho de 2017 e hoje já está presente em 15 cidades brasileiras. Por meio da plataforma, é possível comprar produtos de diferentes categorias, desde Restaurantes, Supermercados e Bebidas até literalmente Qualquer Coisa. O aplicativo também conta com uma carteira virtual, o RappiPay, onde é possível fazer transferências e pagamentos em estabelecimentos parceiros.

Compartilhe essa notícia em sua rede social: