Exposição

Palácio Tiradentes expõe fotos de um Rio romântico, passional e misterioso

Exposição ‘Crônica de uma Cidade Amada’ no Salão Nobre da Alerj reúne 60 fotografias do Rio, assinadas por Luiz Teixeira Mendes. A mostra tem entrada gratuita

3 de novembro de 2018
Exposição fica no salão nobre do Palácio Tiradentes até 30 de novembro (Foto: Thiago Lontra/Alerj)

Compartilhe essa notícia em sua rede social:
Exposição Alerj Foto Thiago Lontra
Exposição fica no salão nobre do Palácio Tiradentes até 30 de novembro (Foto: Thiago Lontra/Alerj)

Depois de atrair 12 mil visitantes durante três meses no Museu da República, a exposição “Crônica de uma cidade amada” agora está em cartaz no Salão Nobre do Palácio Tiradentes, sede da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj). A mostra reúne 60 fotografias da cidade do Rio, em que o fotógrafo Luiz Teixeira Mendes faz uma leitura do cotidiano urbano de uma maneira misteriosa e peculiar. As fotos ficarão expostas até o dia 30 de novembro.

“Tenho muita honra de ter sido convidado pela Alerj, sempre senti que o Palácio Tiradentes tinha uma energia muito boa. Meu objetivo nesta mostra é apresentar um Rio de Janeiro romântico, passional e misterioso”, declarou Luís Teixeira Mendes, que além de fotógrafo é jornalista e produtor teatral. O artista começou na fotografia há cinco anos, tendo aulas com o curador da mostra, o fotógrafo Walter Firmo, que é especialista em fotografia de rua e de espetáculos musicais.

“Sou discípulo deste grande mestre. Ele que me incentivou a fotografar a cidade do Rio. Mostrei para Walter a foto ‘Anjos da Noite’, que retratava o Beco do Rato, no bairro da Glória. Ele ficou encantado e me falou para focar neste tipo de trabalho, fotografando a cidade sob o olhar misterioso e com uma luz diferente. Então passei dois anos realizando este trabalho diariamente”, explica entusiasmado o artista. Ele também mostrará suas fotos, no próximo mês, no Palácio Rio Negro, em Petrópolis, Região Serrana do Rio.

Subdiretora-geral de Cultura da Alerj, Fernanda Figueiredo explicou que a equipe do departamento visitou a exposição no Museu da República. “Vimos que tinha tudo a ver com o Palácio Tiradentes e convidamos o artista. Acredito que o mais impactante e especial dessa exposição é que o artista consegue juntar o urbano com o humano. Ele pega a paisagem linda do Rio, em um momento diferenciado e com uma luz especial, sempre colocando o fator humano dentro da foto. A exposição é uma mistura da questão do sentir do fotógrafo e do amor pela cidade”, afirmou.

Várias pessoas prestigiaram a inauguração da exposição, na última terça-feira (30) Entre elas, a professora e funcionária pública Márcia Pinto. Ela ressaltou o ângulo diferenciado pelo qual o artista apresenta a capital fluminense. “O fotógrafo tem uma grande qualidade e apresenta um ângulo muito interessante, diria até inusitado. Ele retrata lugares importantes do Rio, como a escadaria da Igreja da Penha, de uma forma poética. Isto leva o espectador a uma viagem através da história”, destacou Márcia.

Serviço:

Exposição “Crônica de uma cidade amada”

Onde: Palácio Tiradentes – Rua Primeiro de Março, s/nº – Praça XV – Centro

Quando: de 30 de outubro a 30 de novembro. De segunda a sábado (das 10 às 17h), e feriados (das 12h às 17h).

Acesso para cadeirantes pela Rua Dom Manuel, s/nº- atrás do Palácio

Telefone: 2588-1186

Entrada gratuita

Compartilhe essa notícia em sua rede social: