OSX vê futuro no Porto do Açu e quer prorrogar recuperação judicial | Diário do Porto

Investimentos

OSX vê futuro no Porto do Açu e quer prorrogar recuperação judicial

Prorrogação permitirá que OSX realize novos negócios no Porto do Açu. Para gestor da recuperação judicial, Gustavo Licks, bancos demonstram confiança

25 de junho de 2020
Porto do Açu, no Norte do Estado do Rio, tem áreas que pertencem à OSX, empresa em recuperação judicial (foto: Divulgação)

Compartilhe essa notícia:


A diretoria da OSX solicitou ao juiz da 3ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro a prorrogação, por 180 dias, de sua recuperação judicial. A empresa detém 10% do Porto do Açu, no Norte do Estado do Rio, e acredita na volta de investidores interessados em áreas para instalações industriais e logísticas.

A notícia sobre o pedido de prorrogação foi publicada por Ancelmo Gois, do jornal O Globo. O colunista lembrou que, no passado, a OSX e o Porto do Açu fizeram parte do império criado pelo empresário Eike Batista, hoje afastado de ambas as empresas.

O pedido para prorrogação da recuperação judicial, segundo a diretoria da OSX, conta com a concordância dos bancos Santander e Votarantim, que integram o Comitê de Governança da empresa.

Porto do Açu desperta interesse de investidores

O aceite dos bancos é uma demonstração de confiança no futuro do negócio, segundo o gestor do processo de recuperação judicial, Gustavo Licks.

O objetivo da diretoria da OSX é, em 6 meses, realizar operações de aluguel de suas áreas no Porto do Açu, para as quais há perspectivas promissoras. Segundo a empresa, também há a concordância da companhia que administra os outros 90% da área do porto.


Supermarket abre filial no Porto e contrata moradores locais

Tishman Speyer mantém os planos de investimentos no Rio

Rio Star ajuda famílias do Porto, ao vender ingressos para o pós-pandemia


Com essas operações, a atual diretoria da OSX pretende gerar negócios e faturamento, aumentando sua capacidade de continuar em funcionamento e saldar suas dívidas.

O novo fôlego da OSX é a segunda informação animadora sobre o Porto do Açu, em menos de um mês.

No final de maio, um acordo foi firmado entre a Oil Group Investimentos em Refinarias e a Porto do Açu Operações, para a instalação de uma refinaria de petróleo, com capacidade inicial de produção de 20 mil barris diários de derivados.

R$ 1,5 bilhão de investimentos no Porto do Açu

A Oil Group, companhia dos EUA, vai investir cerca de US$ 300 milhões no negócio, que deve começar a funcionar em 2024. Esse investimento supera hoje a marca de R$ 1,5 bilhão.

As negociações duraram mais de dois anos e o acordo entre as duas empresas permite a construção de uma usina para a produção de gasolina, óleo diesel e óleo combustível.  O projeto é modular e poderá ser expandido para 50 mil barris diários.