Orla Conde ganhará quiosques | Diário do Porto


Urbanismo

Orla Conde ganhará quiosques

Serão 13 quiosques ao longo dos 3,5 kms do Boulevard Olímpico. Proposta é oferecer novos serviços para visitantes e funcionários das empresas do Porto

28 de janeiro de 2022

Prospecto dos novos quiosques da Orla Conde (divulgação/Cdurp)

Compartilhe essa notícia:


A Prefeitura do Rio lançou licitação para instalação de 13 quiosques de serviços e alimentação na Orla Conde, no Porto Maravilha. O modelo de concessão de uso escolherá melhor oferta de empresa para instalar e explorar espaços para restaurantes, bares e lojas de conveniência. Eles terão arquitetura integrada ao urbanismo do passeio e contarão com banheiros e área para colocação de mesas e cadeiras. A localização dos novos quiosques foi definida pela Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto do Rio de Janeiro (Cdurp) em pontos onde toda a infraestrutura está pronta entre a Roda Gigante Yup Star e a Praça XV.

A empresa vencedora da licitação será a que apresentar a maior proposta de outorga – pagamento pelo direito de explorar os quiosques – e terá até dois anos para construir todas as instalações. O lance mínimo é de um R$ 1 milhão. Além do pagamento da outorga, o grupo vencedor pagará percentuais de faturamento sobre luvas e publicidade nos pontos.

O presidente da Cdurp, Gustavo Guerrante, explica que espalhar este tipo de serviço pela Orla é essencial para que o espaço cumpra integralmente o papel para o qual foi construído.

“A Orla Conde já caiu nas graças dos cariocas e é ponto importante de roteiros de turistas que visitam a cidade. É um espaço muito frequentado, com diversos equipamentos culturais e um dos responsáveis por dar vida ao Centro do Rio mesmo nos finais de semana. Mas faltam restaurantes, um lugar para tomar uma cerveja, trazer a família e ter onde se sentar para comer. É para isso que lançamos agora essa concessão. Vamos deixar a Orla completa, do jeito que ela merece”.


LEIA TAMBÉM:

Gol terá redução de imposto para aumentar voos no Galeão

Equipe 100% feminina faz travessia entre Rio de Janeiro e Paraty

Rio debate políticas públicas para turismo


Além de ser uma opção para quem passeia pelo local, os novos pontos de serviços do Porto Maravilha também atenderão quem trabalha nos novos prédios comerciais, hoje com ocupação acima de 70%. Grandes empresas que levaram suas sedes para o Porto geraram alta demanda que cresce a cada dia com o retorno de período de home office na maioria delas.

No momento, a Orla Conde passa pela sua primeira grande reforma para consertar os danos causados pelo tempo e falta de manutenção adequada. A empresa contratada está reparando buracos e irregularidades no piso, plantando novas árvores e colocando barreiras para evitar a circulação de carros nos seus 3,5 quilômetros de extensão. As expectativa é que as obras terminem no final de abril.

 

Os ícones em laranja marcam a localização dos novos quiosques que serão instalados na Orla Conde (divulgação/Cdurp)

 


/